Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

No vazio...

No vazio...
Rubia A. Dantés


Quando alguma coisa muito especial acontece e amplia a nossa consciência, a partir de então percebemos que muitas possibilidades surgem no horizonte e muitas coisas que eram consideradas verdadeiras deixam de sê-lo pelo simples fato de que passamos a ver tudo de uma forma mais abrangente.
Em cada patamar, conseguimos enxergar muitas coisas.... só que a gente às vezes se esquece que tem muito mais a ser visto... nos apegamos tanto ao que vemos que podemos acreditar que se trata de verdades absolutas, que passamos a defender...

E a liberdade só acontece quando não temos nada a defender... e também ao estar em sintonia com o fluxo natural da vida...

Ao defender conceitos e verdades, corremos o risco de ficar estagnados e de perder o rio da vida que flui indecifrável para quem quer controlar, mas sereno para quem se entrega... e se deixa conduzir ao eterno presente... que é onde permanecemos quando nos entregamos a esse fluir...

Quantas vezes novos insigts e informações ampliam o nosso leque de possibilidades e fazem cair por terra verdades que nos pareciam tão definitivas... e nos vemos diante do fato que... até então, defendíamos coisas que agora não fazem mais o menor sentido...

Recentemente me vi assim, diante de uma mudança tão grande de percepção que muitas coisas caíram por terra e muitas outras se tornaram “verdadeiras”...
Só que, dessa vez... vou ter mais atenção para não me apegar a elas e nem passar a defendê-las, perdendo o que elas trazem em essência para o momento, só pelo prazer de falar sobre elas.
Tenho consciência que são verdades tão efêmeras como o tempo linear que as contêm... e que, como esse tempo passa, elas também passarão...

Fluir pela vida não é a coisa mais fácil de se conseguir nessa realidade, porque requer uma dose muito grande de confiança no Grande Mistério... uma confiança que permite que entreguemos nosso destino em suas mãos...

Por isso, e por tantas mudanças de opinião, é que entendo que as verdades têm prazo de validade que vai até onde outra verdade... mude nossa direção... Se nos apegamos a elas perdemos o presente que vem em cada momento único... que podemos usufruir se não trazemos para ele tanta coisa que já passou...

É preciso estar vazio para receber o presente de cada momento...
É no vazio que o Universo pode nos revelar seu sonho... e nos tocar para sempre...

Nenhum comentário:

Postagens Recentes