Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

domingo, 27 de março de 2011

A doçura

Eufemismo é uma palavra que muito poucos conhecem o significado. Portanto, sua prática pode tornar nossa vida mais agradável e pode não só mudar a reação das pessoas diante de um fato, mas também a maneira como vão encará-lo.

É a arte de dizer as mesmas coisas de uma maneira mais dócil, mais aceitável, menos brusca.

A franqueza é uma qualidade, mas isso não desculpa a falta de cuidado ao falar. É preciso ter em mente a maneira como a outra pessoa vai receber o que dizemos. A ira provoca a ira, a violência provoca a violência, a doçura acalma os corações e os torna ternos.

Ao darmos uma notícia desagradável, expressarmos nossa opinião ou reclamarmos nossos direitos, podemos controlar o impacto que aquilo vai ter, seja na outra pessoa, seja em um grupo de pessoas.

Pode ser a mesma coisa dizer "isso fica feio em você" e "eu penso que aquele ficaria bem melhor." Mas a pessoa que recebe se sentirá menos agredida pela segunda maneira. É a mesma coisa em qualquer situação, onde devemos manter nossa franqueza, nossa sinceridade, sem que o outro nos veja como portadores de más notícias, críticos e desagradáveis.

Em um grupo, numa reunião ou mesmo dentro de casa, se não concordamos com alguma coisa é nossa forma de expressão que vai conduzir a resultados positivos ou negativos. Podemos acalmar ânimos e acabar com intermináveis brigas de surdos, com um atitude serena e tranqüila, com voz branda e calma.

Nós temos o poder e a capacidade para administrar as relações que nos envolvem, o olhar das pessoas sobre as situações do mundo ou fatos dificilmente aceitáveis. Se realmente for inevitável a nossa missão de distribuir espinhos ou bebidas amargas, que o façamos da maneira mais doce possível, porque dura já é a vida em certas ocasiões.

Eu sei bem que somos apenas uma pequena gota nesse oceano da vida e transformar nossa maneira de ser e viver não vai mudar o mundo, mas essa transformação pode ter um impacto muito positivo sobre o nosso mundo pessoal.

Pense nisso...

Muita Paz!

© Letícia Thompson

Postagens Recentes