Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

O HOMEM SEM SORTE


Vivia perto de uma aldeia um homem, um homem que era completamente sem sorte. Nada do que ele fazia dava certo. Muitas vezes ele plantava sementes e o vento vinha e as levava, outras vezes, era a chuva, que vinha tão violenta e carregava as sementes.

Outras vezes ainda, as sementes permaneciam sob a terra, mas o sol, era tão quente, que as cozinhava. E ele se queixava com as pessoas e as pessoas escutavam suas queixas, da primeira vez com simpatia, depois com um certo desconforto e enfim quando o viam mudavam de caminho, ou entravam para dentro de suas casas fechando portas e janelas, evitando-o. Então além de sem sorte, o homem se tornou chato e muito só. Ele começou a querer achar um culpado para o que acontecia com ele.

Analisando a situação de sua família percebeu que seu pai era um homem de sorte, sua mãe, esta tinha sorte por ter se casado com seu pai, e seus irmãos eram muito bem sucedidos, pois então, se não era um caso genético, só poderia ser coisa do Criador. E depois de muito pensar resolveu tomar uma atitude e ir até o fim do mundo falar com o Criador, que como Criador de tudo, deveria ter uma resposta.

Arrumou sua malinha, algum alimento e partiu rumo ao fim do mundo. Andou um dia, um mês, um ano e um dia, e pouco antes de entrar numa grande floresta ouviu uma voz:

- Moço, me ajude.

Ele então olhou para os lados procurando alguém. Até que se deparou com um lobo, magro, quase sem pelos, era pele e osso o infeliz. Dava para contar suas costelas.

Ele falou:

- Há três meses estou nesta situação. Não sei o que está acontecendo comigo.

Não tenho forças para me levantar daqui.

O homem refeito do susto respondeu:

- Você está se queixando à toa... Eu tive azar a vida inteira. O que são três meses? Mas faça como eu. Procure uma resposta. Eu estou indo procurar o Criador para resolver o meu problema.

- Se eu não tenho forças nem para ir ao rio beber água... Faça este favor para mim. Você está indo vê-lo, pergunte o que está acontecendo comigo.

O homem fez um sinal de insatisfação e disse que estava muito preocupado com seu problema, mas se lembrasse, perguntaria. Virando as costas, continuou seu caminho. Andou um dia, um mês, um ano e um dia e de repente, ao tropeçar numa raiz, ouviu:

- Moço, cuidado.

E quando olhou, viu uma folhinha que vinha caindo, caindo...Olhando para cima viu que a árvore com apenas duas folhinhas. Levantou-se e observando suas raízes desenterradas, seus galhos retorcidos, sua casca soltando-se do tronco , falou:

- Você não se envergonha ? Olhe as outras árvores a sua volta e diga se você pode ser chamada de árvore? Conserte sua postura.

A árvore, com uma voz de muita dor, disse:

- Não sei o que está acontecendo comigo. Estou me sentindo tão doente. Há seis meses que minhas folhas estão caindo, e agora, como vês, só restam duas...

E, no fim de uma conversa, pediu ao homem que procurasse uma solução com o Criador.
Contrariado, o homem virou as costas com mais uma incumbência.

Andou um dia, um mês, um ano e um dia e chegou a um vale muito florido , com flores de todas as cores e perfumes. Mas o homem não reparou nisto.

Chegou até uma casa e na frente da casa estava uma moça muito bonita que o convidou a entrar. Eles conversaram longamente e quando o homem deu por si já era madrugada. Ele se levantou dizendo que não podia perder tempo e quando já estava saindo ela lhe pediu um favor:

- Você que vai procurar o Criador , podia perguntar uma coisa para mim? É que de vez em quando sinto um vazio no peito , que não tem motivo , nem explicação. Gostaria de saber o que é e o que posso fazer por isto.

O homem prometeu que perguntaria e virou as costas e andou um dia, um mês, um ano e um dia e chegou por fim ao fim do mundo. Sentou-se e ficou esperando até que ouviu uma voz. E uma voz no fim do mundo, só podia ser a voz do criador.

- Tenho muitos nomes. Chamam-me também de Criador...

E o homem contou então toda a sua triste vida . Conversou longamente com a voz até que se levantou e virando as costas foi saindo, quando a voz lhe perguntou:

- Você não está se esquecendo de nada? Não ficou de saber respostas para uma árvore, para um lobo e para uma jovem?

- Tem razão...

E voltou-se para ouvir o que tinha que ser dito. Depois de um tempinho virou-se e correu... mais rápido que o vento até que chegou na casa da jovem.

Como ela estava em frente à casa vendo-o passar chamou:

- Ei!!! Você conseguiu encontrar o Criador? Teve as respostas que queria?

- Sim!!! Claro! O Criador disse que minha sorte está muito no mundo. Basta ficar alerta para perceber a hora de apanhá-la!

- E quanto a mim, você teve a chance de fazer a minha pergunta?

- Ah! O Criador disse que o que você sente é solidão. Assim que encontrar um companheiro vai ser completamente feliz, e mais feliz ainda vai ser o seu companheiro.

A jovem então abriu um sorriso e perguntou ao homem se ele queria ser este companheiro.

- Claro que não... Já trouxe a sua resposta.... Não posso ficar aqui perdendo tempo com você. Não foi para ficar aqui que fiz toda esta jornada. Adeus!!!

E virando as costas correu, mais rápido do que a água, até a floresta onde estava a árvore. Ele nem se lembrava dela. Mas quando novamente tropeçou em sua raiz, viu caindo uma última folhinha. Ela perguntou se ele tinha uma resposta, ao que o Homem respondeu:

- Tenho muita pressa e vou ser breve, pois estou indo em busca de minha sorte, e ela está no mundo. O Criador disse que você tem embaixo de suas raízes uma caixa de ferro cheia de moedas de ouro. O ferro desta caixa está corroendo suas raízes. Se você cavar e tirar este tesouro daí vai terminar todo o seu sofrimento e você vai poder virar uma árvore saudável novamente.

- Por favor !!!Faça isto por mim!!! Você pode ficar com o tesouro. Ele não serve para mim. Eu só quero de novo minha força e energia.

O homem deu um pulo e falou indignado:

- Você está me achando com cara de quê? Já trouxe a resposta para você.

Agora resolva o seu problema. O Criador falou que minha sorte está no mundo e eu não posso perder tempo aqui conversando com você, muito menos sujando minhas mãos na terra.

E virando as costas correu, mais rápido do que a luz atravessou a floresta, e chegou onde estava o lobo, mais magro ainda e mais fraco. O homem se dirigiu a ele apressadamente e disse:

- O Criador mandou lhe falar que você não está doente. O que você tem é fome. Está a morrer de inanição, e como não tem forças mais para sair e caçar, vai morrer ai mesmo. A não ser, que passe por aqui uma criatura bastante estúpida, e você consiga comê-la. E nesse momento, os olhos do lobo se encheram de um brilho estranho, e reunindo o restante de suas forças, o lobo deu um pulo e comeu o homem sem sorte.

Moral da História :

Nós as vezes temos grandes chances, mas não aproveitamos porque não percebemos como este homem que poderia depois de ter falado com criador ter se casado com aquela jovem e ter ficado rico ajudando a árvore mas não o fez e morreu na boca do lobo sem nada e sem ninguém. Não é você que não tem sorte e sim você que não aproveita a chance que o criador te dá.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Filosofia da Evolução


A evolução espiritual não se restringe ao aspecto religioso.
O conceito de espírito é bastante amplo, assim como o de evolução. Num sentido mais elevado, o espírito indestrutível significa a força criadora da vida, que evolui nos multiplanos do Universo.

O primeiro passo da jornada evolutiva consiste em compreender que não se tem um espírito, mas que se é o próprio espírito, neste instante revestido de matéria necessária ao plano que habita. A nossa evolução ocorre em todos os níveis de experiência, a começar pelo existencial. Provavelmente, esta seja a parte que apresenta maiores dificuldades. Não é fácil conhecermo-nos melhor. Lidarmos com todos os aspectos do nosso "eu", principalmente, reconhecermos os negativos, aqueles que tanto atrapalham a nossa vida quanto a dos outros, e integrá-los aos positivos, buscando o equilíbrio do nosso ser.

Não é fácil também o aprimoramento nos demais campos, como o profissional, o científico, o artístico, o literário, o filosófico, o ético-moral, o social, o político (somos seres altamente políticos) e o humanista, porque crescer dói.

Quando aprendemos uma lição, a dor do aprendizado desaparece, pois é substituída pelo prazer de nos sentirmos mais desenvolvidos. Assim é a vida, com o espírito em constante expansão. Cada etapa tem a sua beleza e as suas descobertas.

Há os que preferem travar a sua própria evolução, como se transformassem um rio de águas claras, a devastar florestas, num pântano lodoso. Aqui está o alto preço da ignorância, a qual não temos direito.

Basta que amemos a nós mesmos , ao semelhante e à vida para que o nosso espírito nos conduza, seguramente, pelos devidos caminhos. A chave sempre é o amor.
Eis o que podemos chamar de evolução espiritual.

Daniel
(Sergio Apollinario) O autor

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Transformações



Todo o Universo está em Evolução.
Massas estelares se aglomeram e explodem,
dando origem a novas estrelas.
Velhas estrelas se desintegram,
fazendo surgir as super novas.
Na Terra todos os Reinos evoluem:
o mineral, o vegetal e o animal.
É sabido que a matéria é indestrutível.
Transforma-se.
Se a matéria não pode ser destruída,
muito menos o espírito.
Nós, os humanos, somos seres constituídos de uma energia sutil que vem do Plano Divino e neste instante encontra-se revestida de matéria.
Pode o homem se destruir
e mais tudo ao seu redor?
Não, ele não pode.
Por mais que tente.
Todo o mal que fizer resultará em transformações, inclusive de si mesmo, seja qual for o preço a pagar. É a Lei da Causa e Efeito.
Estamos aqui para desenvolver a compreensão de quem somos e qual é o nosso real destino.
Quando Moisés escreveu o primeiro mandamento,
- "Amar a Deus acima de todas as coisas",
sabia o que isso significava.
Aquele que verdadeiramente ama a Deus acima de todas as coisas, com nada mais precisa se preocupar, pois todo o resto estará em perfeito equilíbrio com as Leis Universais:
sua vida, sua saúde e seus relacionamentos.
Sim, parece tão simples, todavia, simples não significa que seja fácil. Há um trabalho a ser feito.
É como gerar energia elétrica.
Por amor a Deus e à vida, primeiramente,
é necessário represarmos as nossas águas internas
e fazê-las circular corretamente
nos turbilhões das nossas almas.
Muitos perdem grande quantidade de energia
com futilidades e coisas que não pertencem
ao seu mundo de experiência.
Enfoquemos nossas mentes em objetivos
sadios e construtivos.
Uma vez que os alcancemos, muito bom seria cultivarmos a modéstia e compartilharmos os resultados, nem que seja mostrando o caminho e estimulando a fé entre todos que nos nos cercam.
Se um pode, outros também poderão.
Egoísmo é querer só para si, quando o mundo
foi criado para todos.
Egocentrismo é se achar o umbigo de mundo, quando Deus é o Centro de tudo que há, e somente Ele pode estar em toda a parte.
Realizemos, mesmo que provoquemos inveja.
Isto não importa. Perdoemos e ignoremos.
Doemos, mesmo que encontremos ingratos.
Isto também não importa, mas sim a doação.
Lembremos aos nossos irmãos que devem amar a Deus, mesmo que por isso nos menosprezem.
Conduzamos os que nos ouvem com amor, exemplos e atitudes. Geralmente, as pessoas não ouvem o que dizemos, mas, com certeza, ouvem
o que fazemos.
Isto importa a Deus.
Estejamos conscientes ou ignoremos,
a Lei da Evolução existe.
É uma Lei perfeita e imutável.
Imutável, porque é perfeita.
Todos nós nela estamos inseridos.
Há apenas dois caminhos para a nossa Evolução.
Um deles é o caminho da compreensão,
que é o mais feliz e compensador.
O outro, é o do sofrimento, gerado por nós mesmos, pela nossa incompreensão.
Seja como for, de qualquer forma,
estamos evoluindo.
E em última instância, no âmago do nosso inconsciente, o que todos nós queremos é ser amados e viver num mundo melhor.
Sim, é possível. Só que não depende do outro. Depende cada um de nós, do pronome EU.
Façamos a nossa parte. Quanto mais consciências despertas, mais chances todos terão de viver uma vida harmoniosa, como está destinada a ser.

Daniel
(o autor)

sábado, 22 de novembro de 2008

Difícil é ser transparente



Às vezes, fico me perguntando porque é tão difícil ser transparente?
Costumamos acreditar que ser transparente é simplesmente ser sincero, não enganar os outros. Mas ser transparente é muito mais do que isso.
É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que a gente sente... Ser transparente é desnudar a alma, é deixar cair as máscaras, baixar as armas, destruir os imensos e grossos muros que nos empenhamos tanto para levantar... Ser transparente é permitir que toda a nossa doçura aflore, desabroche, transborde!

Mas infelizmente, quase sempre, a maioria de nós decide não correr esse risco. Preferimos a dureza da razão à leveza que exporia toda a fragilidade humana. Preferimos o nó na garganta às lágrimas que brotam do mais profundo de nosso ser... Preferimos nos perder numa busca insana por respostas imediatas à simplesmente nos entregar e admitir que não sabemos, que temos medo!

Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de proteção... E assim, vamos nos afogando mais e mais em falsas palavras, em falsas atitudes, em falsos sentimentos. Não porque sejamos pessoas mentirosas, mas apenas porque nos perdemos de nós mesmos e já não sabemos onde está nossa
brandura, nosso amor mais intenso e não-contaminado.

Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar, doçura, compaixão... a compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós, imensamente tristes e choramos baixinho antes de dormir, num silêncio que nos remete a uma saudade desesperada de nós mesmos... daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar àqueles que mais amamos!

Porque, infelizmente, aprendemos que é melhor revidar, descontar, agredir, acusar, criticar e julgar do que simplesmente dizer: "você está me machucando... pode parar, por favor?". Porque aprendemos que dizer isso é ser fraco, é ser bobo, é ser menos do que o outro.
Quando, na verdade, se agíssemos com o coração, poderíamos evitar tanta dor, tanta dor...

Sugiro que deixemos explodir toda a nossa doçura!

Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencível. Que consigamos não tentar controlar tanto, responder tanto, competir tanto que consigamos docemente viver... sentir, amar... E que você seja não só razão, mas também coração, não só um escudo, mas também sentimento.

Seja transparente, apesar de todo o risco que isso possa significar."

(desconheço a autoria)

Encontro de Almas




Um encontro de almas, é um encontro peculiar, por ter sido um encontro marcado lá do outro lado, onde elas se encontraram, destinadas a realizar determinada missão, que acontece quando as almas se encontram, podendo assim, o amor acontecer, pois são almas predestinadas.
Este amor chega sem ter dia marcado ou momento marcado para acontecer. Simplesmente chega, e se instala, criando uma verdadeira festa de sentimentos alegres, que modificam todos os propósitos e conceitos até então firmados.

O encontro de duas almas tem como foco principal não a aparência física, mas a afinidade entre elas existente.

Sempre vão existir momentos de tristeza, quando se perguntam porque não se encontraram antes. Acontece que esse momento é determinado pelo Destino, e muitas vezes quando o momento desse encontro acontece, não é mais possivel extravasar toda a plenitude do amor que trazem, quando não é mais possivel viver a alegria de amar e querer compartilhar a vida com o outro, enfim, sem que exista a possibilidade de realizar este amor em total plenitude, e por vezes esse amor fica incompleto, e as almas sentem uma saudade doida e doída uma da outra.
Existiu o encontro, mais uma vez incompleto, e reconhecem que não haverá retorno para suas pretensões, e que será necessário aguardar nova oportunidade, um novo encontro.

Atingindo essa compreensão, entendem que mesmo estando distantes, podem sentir e pressentir a alegria, a tristeza, o querer de um pelo outro.

Estas almas falam além das palavras, falam pela compreensão anímica, e assim se entendem, e se comunicam, sabendo que deverá haver um novo reencontro.

Contudo, se o reencontro ocorrer no tempo certo, estas almas afins se entrelaçam e buscam a forma de juntas ficarem, num processo contínuo de reaproximação até a consumação do amor predestinado.
De qualquer maneira, estas almas ficam marcadas, e nunca conseguirão se separar. Sempre acontecerão reencontros, até que possam cumprir a missão.

Almas que se encontram não mais se sentirão sozinhas, pois reconhecerão a necessidade que têm uma da outra para toda a eternidade.

Marcial Salaverry

LEIS MENTAIS E CÓSMICAS QUE NORTEIAM A VIDA DO SER HUMANO!

1a Lei da Vibração

O que é vibração?
Vibração é "Vai e vem", "Ir e vir" ir é dar; vir é receber.
Essa lei se expressa na realidade humana caracterizada no (Dar e Receber), no ser Útil e ser Valorizado. Dar e ser Útil são "Ir", Receber e ser Valorizado é "Vir". Por isso quando uma pessoa não se sente útil também não se sente satisfeita, mesmo que receba muito, como ocorre na superproteção.

2a Lei da Evolução

O universo encontra-se em marcha contínua para frente. O mais importante é compreender que estamos integrados na contínua evolução universal. Existimos para crescer, evoluir, aprender, progredir, aperfeiçoar-nos, semos felizes e ascendermos. A Lei da Evolução Contínua é infinita e mais forte que a nossa fragilidade de elemento cósmico. A felicidade estática de permanente desfrutar não existe. A felicidade somente será encontrada num processo evolutivo, como realização e satisfação daquele que se vêem crescendo. A evolução cósmica processa-se em todos os níveis, todos os sentidos, e todos os elementos.

3a Lei da Direção

A lei da "direção" como lei cósmica é uma só; da matéria à energia, do mundo físico ao mental. No mundo físico é a Lei da Dinâmica, em sua manifestação mais "pura". Um elemento não pode deslocar-se em direções diferentes ao mesmo tempo. A lei da direção no sentido psíquico se expressa da seguinte forma: Só podemos atingir um alvo de cada vez. E como é possível fazer rápido progresso, se só podemos programar um objetivo de cada vez? A lei determina um objetivo de cada vez, mas não fala de dimensão (tamanho) desse objetivo.

4a Lei da Harmonia

No micro e no macrocosmo existe uma harmonia de forças, movimentos, ritmos, e equilíbrio de energias, harmonia é a unidade na variedade. O universo é um todo em harmoniosa evolução. A lei da harmonia, no sentido mental ou psíquico é "Um por todos e todos por um”. Todo objetivo programado precisa ter em vista o seu bem pessoal (felicidade), e o de todas as pessoas envolvidas.

5a Lei do Impulso

É A mesma lei que fez o físico grego Arquimedes exclamar: "Dêem-me um impulso e um apoio e levantarei o mundo" Todo movimento está fundamentado num impulso inicial. A alavanca existe na medida em que há um apoio. Você só pode erguer o pé direito para dar um passo na medida em que o pé esquerdo encontre apoio no chão ou em qualquer superfície resistente. A segurança dos movimentos depende da segurança do apoio. A lei do Impulso encontra seu equivalente no mundo mental ou psíquico na lei da Gratidão. Quando agradecemos, reconhecemos que conseguimos algo e sempre que há motivo para agradecer; há o reconhecimento de que existiu um apoio. Quanto mais agradecemos, mais segurança adquirimos.

6a Lei da Não-Resistência

A lei da Não-Resistência é também uma aplicação da lei da dinâmica. Quanto menor a resistência do atrito, por mais tempo se mantém um corpo em movimento. É para reduzir a resistência do atrito entre o eixo e a roda de um veículo que se usa lubrificante. No mundo psíquico, a lei da Não-Resistência encontra seu correspondente na lei do Perdão que é a própria Compreensão.

7a Lei da Atração

Na realidade é a própria lei da criação expressa de outra forma, ou dito de outro modo, é uma lei derivada da lei da criação. Os semelhantes "se atraem". Que semelhantes? O que está na mente (subconsciente), e o que está na realidade exterior prática ou existencial. Assim, quem tem programado em seu subconsciente que a vida é difícil, vai atrair dificuldades para sua vida. Outra forma de manifestação dessa lei é você cultivar pensamentos positivos na dificuldade.

8a Lei da Afirmação

A repetição contínua de uma idéia desenvolve pensamentos e imaginação, até criar convicção a Fé. A Fé a que se refere esta Lei é totalmente ecumênica não tem nada com religião, mas sim com a certeza.

9a Lei dos Opostos

Entre o Bem e o Mal, o Positivo e o Negativo, há uma relação de complemento e não de negação. "O problema não existe", o que existe são obstáculos e dificuldades colocados em nosso caminho como desafio, que nos provocam ou nos chamam ao crescimento, ao desenvolvimento e a efetivação da lei da Evolução. Nós temos a mania de vestir as dificuldades e obstáculos como o "fantasma" do problema. O mal é desafio para a caminhada em direção ao aprofundamento na compreensão e a valorização da alegria. É a dor que nos permite experimentar a maior profundidade sensorial do prazer, somente o sofrimento nos permite dimensionar o valor e a grandeza da felicidade.

10a Lei do Equilíbrio

A lei do equilíbrio no mundo físico encontra seu similar no principio da balança. Uma pessoa passa a ser negativista e perder o equilíbrio entre o positivo e o negativo, quando em sua mente fazem-se presentes mais as imagens negativas e com essas imagens tudo passa a dar "errado". A decadência de um povo ou de uma nação inicia-se quando 50% + 1 das pessoas está negativa.

11a Lei do Amor Próprio

É Lei que nos mostra o ensinamento do Mestre Jesus: “AMA A TEU DEUS E A TEU PRÓXIMO COMO A TÍ MESMO”, mas quem é o próximo; mais próximo; que está próximo de nós? Somos nós mesmos, portanto, devemos nos amar até o amor transbordar e, assim envolver tudo e todos em nossa volta. Esta lei é comparada com a maior de todas as leis: CRIAÇÃO.

12a Lei da compreensão

Em primeiro lugar devemos compreender a nos mesmos; se observarmos a palavra compreensão vamos notar duas vogais (EE) juntas, isto é, como no verbo a primeira pessoa sou (EU) a terceira é (ELE), portanto, primeiro eu me compreendo para depois buscar compreender meu semelhante, ou seja Ele/o outro. A Compreensão encontra seu equivalente na lei do PERDÃO.

13a Lei do Policiamento

Devemos policiar palavras, pensamentos, sentimentos, ações e emoções. O que sai de nossa boca não volta, com uma PALAVRA enaltecemos ou destruímos um pessoa ou a nós mesmos, por isso devemos policiar tudo que dissermos.
PENSAMENTOS; todos os pensamentos se transformam em imaginação, e a imaginação materializa-se.
SENTIMENTOS; Somos seres que vibram entre o positivo/negativo e passamos parte de nosso tempo oscilando entre Alfa e Ômega; policiar os sentimentos é ficarmos o máximo de tempo na freqüência mental Alfa.
AÇÕES; a forma como agimos faz toda a diferença em nossa vida! E como queremos viver? A vida é feita de escolhas e nossa escolha faz toda diferença.
EMOÇÕES; é muito importante colocarmos a certeza positiva em tudo, não só nas emoções, mas em todas as nossas escolhas. Esta Lei encontra sue equivalente no (ORAI E VIGIAI).

14a Lei do Desejo

Especificar de modo claro tudo o que queremos (desejamos), todo desejo deve ter princípio, meio e fim, deve haver coerência, bom senso.

15a Lei da Ousadia

É preciso ter muito mais coragem para viver do que para morrer. Ousado é aquele que faz tudo o que for melhor em seu favor com determinação e persistência, aguardando o tempo que for necessário sem jamais desistir de suas metas e seus objetivos.

16a Lei da Certeza

A certeza é o mesmo que a fé, colocar a certeza em tudo não basta é preciso colocar a certeza positiva, portanto, a certeza encontra seu equivalente na Fé inabalável e a Fé remove montanhas.

17a Lei do Silêncio

Devemos calar para tudo o que for a nosso favor. O silêncio nos protege da maledicência e da inveja. Esta Lei encontra equivalência na Lei de Atração.

18a Lei da Capacitância

A capacitância está ligada a capacidade do campo áurico individual e a tela do pensamento. A energia cósmica sabe que tem capacidade; antes ela é a própria capacidade, porém, na aura, ela se encontra condicionada pelo espaço/tempo e também pelo livre-arbítrio. Imaginemos o espaço ocupado pela aura em torno da matéria, este espaço é ocupado pelos demais corpos, mas o circulo dourado os condiciona, pois ele circunda a aura, sendo a sua proteção. Dentro deste espaço o homem tem em si a parcela da energia cósmica, com a qual ele trabalha. A existência humana ocorre no presente, mas na aura correr na linha evolutiva, indo ao passado ou ao futuro.

19a Lei da Resistividade

A resistividade é a capacidade de usar bem e de uma forma sensata e equilibrada todo o potencial energético que forma a nossa capacitância. Nos sistemas eletrônicos, o resistor é uma peça componente do circuito integrado de um transformador. Ele está programado para oferecer uma determinada resistência a um fluxo de corrente diminuindo-lhe a voltagem. No sistema integrado mental, não existe uma peça programada para opor resistência ao fluxo de energia; o mecanismo funciona movido pela 13º Lei: POLICIAMENTO.

20a Lei da Indutância

A indutância que no terreno psicobiofísico é um resultado obtido pela conjugação do uso energético das duas Leis que a antecedem. No campo da eletrônica está ligada ao magnetismo exatamente como acontece no processo mental. A Lei mental ligada a Indutância é a Lei da certeza, que aciona a energia potencial da aura, magnetizando-a fazendo-a assumir a sua verdadeira característica que é ser dinâmica.

21a Lei de Causa e Efeito

Esta lei explica os acontecimentos da vida atribuindo um (Motivo Justo), e uma (Finalidade Proveitosa), para todos os acontecimentos com que se depara o homem. Causa e Efeito e/ou Ação e Reação encontram sua equivalência na lei da Compreensão.

22a Lei de Responsabilidade

A responsabilidade das faltas é toda pessoal, ninguém sofre por erros alheios salvo se a eles deu origem, quer provocando-os pelo exemplo, quer não os impedindo quando poderia fazê-lo. A lei de Responsabilidade encontra equivalência na lei do Policiamento.

23a Lei de Misericórdia

Esta Lei ensina "Não julgues" para que não sejais julgados com a mesma severidade com que julgastes o teu semelhante: Isto não significa que vamos abolir as leis morais, mas sim dar-lhes cumprimento. Compreender o próximo, conviver com as diferenças, respeitar as limitações também é um ato de misericórdia, mesmo quanto seja necessário aplicar a disciplina com o rigor correspondente ao ato praticado. Esta lei encontra equivalência na lei do Amor Próprio, que por sua vez encontra seu equilíbrio na lei da Criação.

24a Lei da Potencialidade Pura

Entre em contato reservando um momento do dia para ficar em silêncio! Para apenas SER. Fique sozinho em meditação silenciosa pelo menos uma vez por dia. Reserve um período do dia para comungar com a natureza e observar em silêncio a inteligência que há em todas as coisas vivas. Pratique o não-julgamento. Comece o dia dizendo: Hoje não julgarei nada; não julgarei quem quer que seja; nem a mim mesmo.

25a Lei da Doação

Dê um presente em todo lugar que for, a todos que encontrar; esse presente pode ser um cumprimento, uma flor, uma oração/prece. Ofereça sempre alguma coisa às pessoas com quem fizer contato. Estará, assim desencadeando o processo de circulação de energia, alegria, riquezas e abundância na sua vida e na vida de outras pessoas. Agradeça as dádivas que a vida oferece. E esteja aberto para receber.Deseje em silêncio felicidade e muita alegria toda vez que encontrar alguém. .

26a Lei do Carma

Observe as escolhas que vai fazer a todo momento. Toda vez que fizer uma escolha pergunte à si mesmo; quais serão as conseqüências? Trará felicidade e satisfação a mim e aos outros? Peça orientação ao seu coração. Se sentir conforto siga adiante com a escolha; se sentir desconforto observe. O coração é intuitivo e conhece a resposta certa.

27a Lei do Mínimo Esforço

Pratique a aceitação dizendo: Hoje aceitarei pessoas, as situações, as circunstâncias e os fatos como eles se manifestarem. Não se volte contra o Universo lutando contra o momento presente. Aceitando as coisas como elas são assuma a responsabilidade pela sua situação. Desista da necessidade de defender seus pontos de vista e de convencer ou persuadir os outros. Permaneça aberto a todos os pontos de vista.

28a Lei da Intenção

Faça uma lista de todos os seus desejos. Olhe para ela antes de entrar em silêncio e meditação; olhe antes de adormecer; olhe quando acordar. Libere a lista de seus desejos no ventre da criação; confie. Esteja consciente do momento presente.

29a Lei do Desapego

Comprometa-se hoje com o distanciamento e o desapego. Não force soluções de problemas. Transforme as incertezas em um ingrediente essencial da própria experiência através da sabedoria da certeza e encontrará segurança. Experimente a aventura da vida com todo o mistério, diversão e magia.

30a Lei do Propósito de Vida

Você deve nutrir com amor a divindade que habita em você; no fundo de sua alma. Preste atenção no espírito que anima seu corpo e sua mente. Faça uma lista de seus talentos únicos, depois outra lista das coisas que adora fazer; diga então: Quando eu expresso meus talentos e os ponho a serviço da humanidade perco a noção do tempo e crio abundância na minha vida e na vida de outras pessoas. Pergunte diariamente a si mesmo: Como posso servir? Como posso ajudar?"

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

A Comunicação Intrapessoal

Se quisermos bem relacionarmo-nos com o próximo, precisamos primeiramente melhorar a qualidade da “comunicação conosco mesmos”, também denominada de “comunicação intrapessoal”. Este artigo tem o foco na comunicação conosco mesmos, para que - com mais facilidade - possamos atingir a finalidade de bem relacionarmos com o próximo.

O ser humano é dono do seu próprio destino. A ele - e somente a ele - é dado o poder de acreditar em seu potencial e crescer. Se, com freqüência, existem seres que vivem cabisbaixos olhando a lama, também existem outros que seguem altaneiros olhando o firmamento, onde brilham as estrelas. Tanto um quanto outro têm problemas. Se ambos tem problemas por que então uns vivem confiantes e outros infelizes? Está sobretudo na mentalização de cada um deles o diferencial entre um indivíduo que faz sua vida acontecer, e outro que deixa sua vida acontecer. O primeiro está a caminho da felicidade, o segundo parou na estrada.

O primeiro, através de sua mentalização positiva, tem boa auto-estima; o segundo, influenciado pela sua mentalização negativa, tem baixa auto-estima.

Uma importante observação: É preciso que tomemos muito cuidado em não transformar determinadas informações, como as acima, em regras gerais. É essencial que saibamos que às vezes existem pessoas que andam cabisbaixas, não porque não queiram olhar as estrelas, mas sim porque não conseguem olhá-las. São aqueles estados emocionais que empanam – temporariamente – nosso campo de visão. Consoante com este raciocínio, é mais importante o indivíduo andar cabisbaixo por estar vivendo um período dolorido de auto-enfrentamento (e futuro crescimento), do que o indivíduo estar sempre sorrindo num processo de auto-ilusão.

Ter boa auto-estima é o passo fundamental para o ser humano acreditar em seu potencial e crescer de forma contínua. E ter boa auto-estima implica em bem comunicarmos conosco mesmos (a já citada comunicação intrapessoal), o que por sua vez implica em desenvolvermos o auto-conhecimento e o auto-amor, assuntos logo a seguir desenvolvidos.

I - O AUTO-CONHECIMENTO:

O auto-conhecimento é o passo inicial para a nossa mudança comportamental, e muitas vezes fugimos dele... Geralmente não nos conhecemos. Por exemplo, se somos avarentos, dissemos que somos “econômicos”; se somos prepotentes, afirmamos que sabemos reconhecer o nosso valor!

A partir do momento em que passamos a melhor nos conhecer, abre-se uma enorme estrada para nosso desenvolvimento. No entanto, a etapa seguinte ao nosso auto-conhecimento é a mais difícil: é a fase em que precisamos ter atitudes que impliquem em nosso desenvolvimento interior. E a mudança interior é a nossa maior dificuldade. Não é “uma das maiores” dificuldades, é (repito) “a maior” dificuldade do ser humano. Portanto, o auto-conhecimento é o importantíssimo primeiro passo, mas o fundamental é nossa atitude após nos auto-descobrirmos.

Para nos conhecermos, o Budismo nos ensina que precisamos passar a ter rotineiramente dois procedimentos:

Atenção Plena: É a arte budista de observarmo-nos incansavelmente, procurando dirigir os olhos para nós mesmos, que é um hábito que, para ser desenvolvido, exige esforço e grande força de vontade.

Interiorização: É o ato de enfrentarmos o nosso mundo interior e de admitirmos para nós mesmos a natureza de nossos sentimentos. Isto é, não devemos falar a nós mesmos coisas como “eu nunca sinto mágoa” ou “a raiva não faz parte de minha vida”. Esta atitude de negar nossos sentimentos inferiores chama-se auto-ilusão, um proceder altamente destrutivo. A partir do momento em que admitimos nossos sentimentos inferiores, abre-se uma porta para aprendermos a ter autocontrole e nos dá condição de iniciarmos o processo de mudança.

Complementa a “interiorização” o ato de estudarmos nossas reações perante a vida. Por exemplo: quando alguém nos chama de “incompetente” e sentimos vontade de estrangulá-lo, devemos perguntar a nós mesmos “se sei que sou competente, por que senti tamanha raiva quando meu colega chamou-me de incompetente?” Assim agindo estaremos nos dando a oportunidade de estudarmos e conhecer o porquê de nossas reações, que é um importante passo para a mudança de comportamento.

Os dois procedimentos acima (Atenção Plena e Interiorização) levam-nos a adquirir a maior riqueza que podemos ter: o auto-conhecimento, que é a base do desenvolvimento em todos os campos de nossa vida.

Sobre o tema auto-conhecimento, disse a educadora Ermance Dufaux (livro Mereça Ser Feliz/Wanderley Soares de Oliveira, Editora Dufaux): “Não existe felicidade, sem pleno conhecimento de si mesmo. O mergulho nas águas abissais do mar íntimo é indispensável. E a convivência, nesse contexto, é a Escola Bendita. Saber os motivos de nossas reações frente aos outros, entender os sentimentos e idéias nas relações é preciosa lição para o engrandecimento da alma na busca de si próprio”.

II - O AUTO-AMOR:

Jerônimo Mendonça, orador mineiro, era um otimista. Suas palavras consolaram milhares de pessoas. Nasceu saudável e fisicamente perfeito, mas na fase adulta a vida lhe trouxe enormes dissabores físicos:

Ficou cego dos dois olhos;

Sofreu paralisia total do seu corpo, o que o obrigava a proferir suas palestras sobre uma maca;

Acrescente a estes desafios o fato de sentir imensa dor no peito, conseqüência de angina. Para atenuar sua dor, amigos colocavam sobre o seu tórax um saco com 30 quilos de areia.

Jerônimo tinha tudo para ser infeliz. Mas, altamente espiritualizado, foi um exemplo de vida digna e com significado. Não obstante suas dores, ele aprendeu a se auto-amar.

A seguir um dos seus textos, pois além de ser orador, era escritor (por ser cego, ditava seus textos):

“O homem mais infeliz, é aquele que perde o senso de autocrítica. Senão vejamos:

Há quem lastime não ter uma mansão para residir, no entanto milhões estão dormindo debaixo de pontilhões abandonados.

Há quem reclame, em lágrimas, não ter podido comprar o carro do ano, ao passo que muitos jazem parafusados ao leito da paralisia.

Há quem não se conforme com o bairro humilde em que reside, enquanto centenas de criaturas superlotam os presídios.

Há quem censure a mesa frugal, enquanto milhões de outros IRMÃOs revolvem as latas de lixo à procura de algo para amenizar a fome do estômago atormentado.

Existem aqueles que dizem não suportar o clima de determinada cidade, sem se lembrarem , contudo, daqueles que suportam na pele o chamado “fogo selvagem”.

Muitos mostram defeitos em seus patrões, enquanto centenas de outros IRMÃOs não dispõem de saúde para trabalhar.

Muitos lamentam não poder renovar o guarda-roupa e as sapateiras, enquanto centenas de outros IRMÃOs andam maltrapilhos e descalços, pisando duras pedras pelos caminhos.

Há quem diga não suportar leves dores de cabeça, olvidando aqueles que se encontram soterrados na loucura.

Há quem se impaciente com um simples terçol, enquanto milhões de outros IRMÃOs padecem na cegueira dolorosa.

Outros declaram não suportar o companheiro insensato, ou a esposa infeliz, enquanto milhões de IRMÃOs padecem a prova da solidão.

Pense em tudo isso e certamente, a essa hora a sua dor terá desaparecido”.

Jerônimo Mendonça foi um exemplo de pessoa otimista. Mas, com tanto sofrimento, como ele conseguiu este intento?

No livro “PODER SEM LIMITES”, de Anthony Robbins, há as lições a seguir que sintetizam de forma extraordinária as causas do nosso mal ou bem viver (sempre uma questão de escolha). E Jerônimo Mendonça, por vivenciar o auto-amor, escolheu bem viver. Isto é, soube tirar do seu sofrimento profundas reflexões no campo transcendental. Parece até que ele conhecia as sábias lições de Anthony Robins, a seguir:

I) “O nível de sucesso que você experimenta internamente - felicidade, alegria, êxtase, amor ou qualquer outra coisa que deseje - é o resultado direto de como você se comunica consigo mesmo”.

II) “Como você se sente não é o resultado do que está acontecendo em sua vida - é a sua interpretação do que está acontecendo”.

III) “A vida de pessoas de sucesso tem nos mostrado que a qualidade de nossas vidas não é determinada pelo que nos está acontecendo, mas pelo que fazemos com o que acontece”.

IV) “É você quem decide como se sentir ou agir, baseado nas maneiras que escolheu para perceber sua vida”.

Caro leitor, não nos iludamos. Todos sabemos que em nossa vida temos imensos desafios. Temos dores, temos sofrimentos. Mas se procurarmos um sentido para a vida e se tivermos um ideal, saberemos ser relativamente felizes, pois que compreenderemos que, quando a dor surgir, é possível aprendermos a bem sofrer.

O prof. e escritor Rubem Alves disse em um dos seus livros que “as coisas são os nomes que damos a elas”. Esta forte mensagem é simplesmente espetacular, pelo seu poder de síntese e esclarecimento. Seguindo a máxima do prof. Rubem Alves, para a pessoa que diz “viver é sofrer”, a vida irá provar a ela que viver é sofrer. Para a pessoa que diz “viver é aprender”, a vida irá provar a ela que viver é aprender, pois quando o sofrimento surgir, essa pessoa em vez de dizer “nasci para sofrer”, dirá “que lição preciso tirar desse meu sofrimento”.

Finalizo este texto com o belo e sugestivo poema de Pastorino:

DESPERTA!

“És o centro da Criação Divina.
Deus habita em ti.
Todos os poderes que almejas jazem contigo.
Não és igual, nem diferente de ninguém.
O Universo é a tua morada.
As estrelas são as flores do teu jardim.
Não existem distâncias para os teus passos, nem limites para os teus sonhos.
Toda a luz se te represa n’alma.
Dormitam em ti a Sabedoria Integral e o Amor Infinito.
Tudo gira à tua volta, quanto orbitas ao redor de tudo.
Estás ligado a todas as coisas e todas as coisas se ligam a ti.
Nada te acontece que não afete aos outros e nada sucede aos outros sem que igualmente te afete.
Se quiseres, poderás ser maior do que aqueles que admiras, ou ainda menor do que aqueles que censuras.
Para alcançares os Cimos, não careces sair do lugar em que te encontras.
A tua capacidade de expansão interior supera a capacidade de expansão do próprio Universo.
Para ti não existem segredos nem mistérios.
Quando tiveres consciência do que és capaz, nada mais se terá obstáculo à ascensão.
Deixa nascer o anjo que se gesta em tuas entranhas.
Não te apegues ao que é transitório, contrastando com a eternidade da tua natureza.
És proprietário de tudo quanto não reténs a posse.
Apequena-te para que te agigantes.
Nada superará o prazer de te sentires em harmonia com todas as coisas e com todos os seres.
Senhor do Tempo, o Passado, o Presente e o Futuro são os teus caminhos na Eternidade.
Desperta!”


Alkindar de Oliveira

domingo, 24 de agosto de 2008

Um sonho na imensidão


Era uma vez um menino que tinha muitos brinquedos e gostava muito deles. Passava o dia inteiro armando aquele forte cheio de índios, arrumando os carrinhos de corrida, enfileirando os bonecos, armando trenzinhos, desarmando aviõezinhos. Achava muito bonito aquele tanque cheio de luzes, aquele trenzinho que apitava, aquele avião que fazia barulho igual a um jato de verdade. Mas o menino tinha uma grande tristeza em sua vida: Ele sentia uma pena enorme de seus bonecos. Tinha pena deles não poderem sentir como ele sentia, deles não poderem amar como ele amava, deles não poderem sorrir como ele sorria, deles não poderem perder seus olhos na imensidão do céu azul, demorar-se olhando aquela estrela que piscava lá longe, escutar aquela música bonita que parecia vir do Nada, entrar por seus ouvidos e tomar conta de todo o seu ser. O menino tinha muita pena de seus bonecos e tinha uma vontade enorme de fazer alguma coisa por eles, de fazer com que seus bonecos um dia fossem gente também.

Como não achava uma solução para o problema, voltava a desarmar seus aviõezinhos, a arrumar seus carrinhos de corrida, a ligar o botão do tanque para que ele piscasse suas luzes. Mas enquanto seus aviões e carrinhos corriam no seu quarto de um lado para o outro, sua pequena cabeça apenas pensava em seus amigos, seus bonecos, sentados, olhando inexpressivos, sem sentirem nada.

Um dia o menino dormiu. Dormiu e sonhou. Sonhou que se projetava na imensidão negra do espaço e que flutuava no nada, entre aqueles milhares e milhares de pontos de luz e, em sua volta, milhões e milhões de galáxias imponentes caminhavam lentamente numa espiral gigantesca. A sensação maravilhosa de habitar o espaço começou a impregnar-se em todo o seu ser e o menino flutuava entre as estrelas, vagava pelo espaço infinito. Um amor intenso oprimia-lhe docemente o peito, e crescia cada vez mais, e esvaía-se de seu coração, polvilhando o negro do espaço com uma esteira de milhares e milhares de partículas de luz. Olhou aquela pequena galáxia, maravilhado. Pontos luminosos cintilavam, ariscos. Outros, maiores, brilhavam com uma luz intensa, majestosa. Minúsculos planetas giravam em torno de seus sóis. Súbitos clarões riscavam entre as luzes e desapareciam logo depois, como pequenas estrelas fugazes brincando na imensidão. E então o menino teve vontade de habitar aquele mundo criado pela intensidade de um amor imenso. E sua consciência projetou-se naquelas estrelas e o pequeno universo palpitou, pleno de vida. O menino sorriu ao perceber que, naquele pequeno mundo criado por seu amor, também poderia haver vida. E, aos poucos, aqueles milhares de pequeninos pontos de luz foram se chegando mais perto uns dos outros e tomaram uma imensa forma oval.

O menino tornou a sorrir. Que beleza! Aproximou-se mais, e numa das pontas daquela galáxia que seu amor criara, viu, entre outros, um pequeno sistema muito bonito, uma porção de planetas girando em torno de seu sol. Aproximou-se, curioso, de um daqueles pequenos planetas. Era um lugar ainda muito árido, uma paisagem sem vegetais, somente pedras. O menino sentiu que naquele planeta talvez ainda se passassem milênios antes de haver vida animal. Foi para outro planeta. Este era muito bonito, tinha dois anéis enormes em volta de si, e possuía uma paisagem estranha, agreste, embora bela.

E assim, o menino foi percorrendo alguns dos planetas daquele sistema tão bonito, perdido no canto daquela galáxia que seu amor criara.

E então, o menino viu um pequeno planeta azul. Aproximou-se dele, e já de longe viu que ele tinha água, e verde. Animou-se. Deveria encontrar vida naquele lugar. Chegou bem perto, e desceu naquele pequeno planeta.

O menino viu, com um espanto enorme, os habitantes daquele lugar. Eram todos velhos conhecidos seus. Lá estava o tanque cheio de luzes e o aviãozinho que fazia barulho igual a um jato de verdade. E aquele forte apache, cheio de índios e soldados sempre brigando. O menino sentiu-se muito feliz. Quem sabe se agora ele poderia encontrar uma maneira de fazer com que seus amiguinhos virassem gente? Gente igual a ele, gente que pudesse sorrir, sentir, amar, viajar pelas estrelas, olhar o nascer do sol e sentir-se uma parte daquele sol. Quem sabe, talvez agora eles pudessem entender sua linguagem...

Aproximou-se de um espantalho de braços abertos e tentou falar com ele, mas o espantalho continuou impassível, parecia não vê-lo. Aproximou-se de uma bonequinha, mas ela também não o percebeu. O menino ficou muito triste. Ele não encontrava um meio de poder se comunicar com os bonecos. Como poderia ele fazer para que os bonecos compreendessem sua linguagem?

Foi então que o menino viu, sentado num cantinho, aquele soldadinho muito amigo seu, e teve uma idéia: Se ele pudesse habitar dentro do corpo do soldado e falar através de seus lábios aos outros brinquedos, quem sabe se os outros o entenderiam? E sua consciência projetou-se para o interior daquele boneco.

O menino sentiu-se um pouco preso, tolhido dentro do brinquedo, e viu como era engraçado ser boneco. Levantou-se e aproximou-se do forte. Um oficial e um índio brigavam numa luta aparentemente sem fim. Aproximou-se do índio.

- Por que vocês brigam tanto? - perguntou - Será que vocês não podem sentir amor um pelo outro? Vocês têm que aprender a pensar, a olhar para dentro de vocês mesmos e descobrir que vocês podem amar.

O índio olhou, indignado, para o soldado que lhe falava.

- Você não vê que estou lutando e não posso me distrair?

O soldado, muito triste, continuou sua caminhada. Tornou a procurar o espantalho. Desta vez, o espantalho olhou para ele. Afinal, de uma maneira ou de outra, ele estava podendo se fazer compreender. Olhou para o espantalho e disse:

- Eu gostaria de lhe ensinar a ser gente. Será que você gostaria?

O espantalho olhou-o, desconfiado.

- Para que? De que adianta ser gente?

O soldado respondeu:

- Gente ama, gente ri, gente sente, gente existe. E é tão fácil ser gente. Tente procurar o silêncio no interior de sua alma. Volte os olhos para sua mente e fique passivo. Harmonize-se com seu interior. E então, de dentro de seu silêncio, uma voz falará com você, responderá a suas perguntas e chamará você para o seio do Universo.

O espantalho coçou a cabeça e olhou para o soldado.

- Olhe, soldado, você está falando umas coisas muito bonitas, mas eu não quero saber disto, não. De que me adianta olhar para dentro de mim? O que é que eu vou encontrar lá dentro? Não vou encontrar nada! Tudo o que eu quero está do lado de fora. E você sabe o que eu quero? Quero uma porção de moedas de ouro, para poder comprar tudo, tudo no mundo. De que adianta olhar para dentro de mim? Não vou ver nada lá dentro. Dentro de mim não tem dinheiro!

O soldado suspirou. É, a coisa estava ficando mais difícil do que ele pensava... Mas tentou ainda convencer o espantalho:

- No seu interior, você não encontrará dinheiro, mas receberá um cetro e uma coroa. Porque lá você será rei. Reinará sobre você mesmo, pois é dentro de você que encontrará seus súditos mais fiéis, que, contudo, outrora governaram sobre sua fraqueza. E eles lhe darão um tesouro muito mais rico do que aquele que você pretende. Eles lhe darão a chave da Vida Universal!

O espantalho sorriu.

- Ora essa, e de que adianta reinar sobre mim mesmo? Você está me oferecendo um reinado sem glórias. Não, eu quero muito ouro, muito dinheiro! E isso eu não vou encontrar dentro de mim mesmo. Que bobagem! E agora saia, saia que eu estou muito ocupado. Tenho que continuar procurando...

O soldado continuou sua caminhada, triste, desiludido. Ele tinha tanta vontade de fazer com que aqueles bonecos virassem gente, mas parece que eles não queriam. Parece que eles preferiam sua vida escura, sem objetivo, parece que eles não queriam nem ao menos conhecer a grandeza do Universo, a maravilha que é viver uma vida universal. E o menino sentou seu corpo de soldado numa pedra à beira da estrada. A linda boneca aproximou-se dele e sentou-se a seu lado.

- Alô, soldado! Eu já ouvi dizer que você hoje acordou com umas idéias diferentes na cabeça. O espantalho me disse que você andou lhe falando de um mundo diferente, um mundo que existe dentro da gente. O índio está muito zangado com você. Disse que você atrapalhou a guerra dele. Mas que mundo é esse? Fale-me um pouco sobre ele, soldado...

O soldado suspirou.

- É... Eu gostaria de ensinar a vocês a ser gente, gostaria de ensinar como sentir, como amar, como sorrir, como ter uma consciência que pode se projetar no espaço e comungar com toda a consciência do Universo. Mas para que isto aconteça, há um caminho a ser trilhado. Eu quero ensinar isto a vocês, mas ninguém quer me ouvir...

A boneca franziu as sobrancelhas e pensou um pouco.

- Fale-me deste caminho... Eu nunca ouvi falar nisso. Explique-me como ele é...

E o soldado disse:

- É um caminho muito longo o que leva ao seu interior. Um dia, você ouvirá uma voz, e essa voz chamará dentro de você, essa voz chamará por você. Verá então que o caminho que vem trilhando, que o caminho que leva ao sol, é o mesmo que vai para o seu interior, à voz que chama em você, à voz que chama por você. Mas não espere por ninguém para prosseguir na sua jornada. Siga em frente, pois existe nela um trecho que terá que atravessar sozinha. E mesmo que esteja rodeada de amigos, na verdade estará só. Não encontrará quem lhe ajude, pois ninguém poderá fazer nada por você e, mesmo que ouçam seu chamado, não poderão lhe atender. E então, terá que descobrir o que é real dentro de você, se quiser que suas perguntas sejam respondidas. Terá que ouvir a voz de sua consciência, pois só ela lhe falará, e terá que olhar para o seu interior, pois é somente lá que encontrará a Vida Universal.

A bonequinha pensou um pouco.

- É, soldado... Você disse umas coisas muito bonitas, eu acho que entendi direito... mas é um pouco difícil fazer isso. A gente pode tentar, não custa. Mas eu nasci boneca, eu não sei o que é ser gente.

E o soldado respondeu:

- Ser gente é amar com uma intensidade tão grande que se chegue a sentir que se é o próprio Amor. Ser gente é olhar o nascer do sol no horizonte e sentir que ele é o reflexo do Sol que nasce no coração. Ser gente é não se sentir escravizado aos limites da matéria. Ser gente é olhar para o espaço infinito e sentir que seu lugar é ali, e é fechar os olhos e sentir sua consciência vagando pelo espaço, presente em cada estrela do Universo, em cada lugar de todos os mundos. Ser gente é ter vontade de que todos sejam gente também, e ao mesmo tempo, ser gente é não ter mais vontade, e ser gente é ser a própria Vontade Universal. Ser gente é se esquecer de tudo o que já se sabe, é não saber mais nada e tornar-se apenas um veículo para o Conhecimento Universal. Ser gente é não precisar mais julgar. Ser gente é não precisar mais agradecer. Ser gente é não precisar mais procurar. Ser gente é apenas existir no coração de todo o Universo!

A boneca quedou-se por instantes, pensativa, e depois disse:

- É, soldado, isso tudo é uma beleza, mas eu não sei se conseguiria jamais ser gente. Eu sinto que falta alguma coisa dentro de mim, mas eu não sei o que é; alguma coisa que me faça sentir tudo isso que você disse, que me faça existir da maneira como você falou.

E o soldado respondeu:

- Nada lhe falta, boneca. E o que existe em seu interior, eu estou tentando despertar. Tento despertar dentro de todos vocês, mas parece que ninguém entende o que eu quero...

O soldado não desistiu. Continuou por muito tempo a falar aos brinquedos. Falava de Amor, falava de um mundo no interior deles mesmos, falava de como alcançar suas consciências e de como ingressar na Consciência Universal. Alguns escutavam, um pouco interessados, mas logo depois esqueciam suas palavras e continuavam na sua vida de sempre. Outros nem ao menos paravam para escutar. E outros ainda achavam que a conversa do soldado os estava perturbando. E, um dia, o soldado parou. Parou, olhou para o céu, para o sol que brilhava e pensou:

- Acho que já fiz tudo o que tinha para fazer. Já dei o meu recado. Os que puderam ouvir, ouviram. Os que puderam entender, entenderam. E agora, depende somente deles. Eu já ensinei o caminho. Se eles quiserem, um dia poderão vir a ser gente. Eu não tenho mais nada a fazer aqui.

E o soldado sentiu uma doce paz invadir todo o seu ser. Reuniu, então, alguns brinquedos e disse:

- Chegou a hora de eu me despedir de vocês. Eu não vou embora, apenas não vou mais lhes falar disso tudo que lhes falei até agora. Vou voltar a ser como era antes. Apenas um soldado, num cantinho de um quarto de brinquedos.

Nisto, uma porção de brinquedos, índios, soldados, apareceram correndo numa cavalgada louca. Estavam furiosos.

- Lá está ele, lá está o soldado! Ele tem que ser destruído! Ele está ameaçando a paz entre os brinquedos! Ele veio nos falar de coisas estranhas, e alguns lhe deram ouvidos. A paz entre os brinquedos está ameaçada por este soldado! Ele tem que ser destruído!

Os brinquedos amigos e companheiros do soldadinho afastaram-se, assustados, ante a fúria avassaladora dos outros brinquedos, e o soldado viu-se cercado pelos brinquedos furiosos. De repente, uma lança cravou-se em seu peito e ele caiu, ferido.

O menino sentiu-se arrancado de dentro de seu corpo e, pairando no espaço, viu o pobre soldadinho caído e a bonequinha amiga cuidando de suas feridas. Em breve estaria curado, mas seria apenas um soldadinho num quarto de brinquedos.

O menino sentiu novamente sua consciência subir ao negro do Nada imenso e viu-se flutuando entre aqueles milhares e milhares de pontos de luz no Universo infinito. Subitamente, foi arrastado num turbilhão e abriu os olhos. O sonho acabara.

Sentou-se e olhou em volta, ainda tonto. Ora, afinal, aquilo não passara de um sonho. Levantou-se e dirigiu-se ao quarto de brinquedos. Tudo estava como antes. O forte apache com seus soldados e índios, a bonequinha com aquele olhar indiferente, o espantalho de braços abertos com um sorriso cravado no rosto inexpressivo.

- É... - pensou o menino - eu acho que mesmo em sonhos é impossível fazer com que os bonecos virem gente.

E percebeu, sentado num canto, o seu amigo soldado, que durante todo aquele longo sonho servira de abrigo para sua alma. Estranho... havia, no entanto, algo diferente em seu rosto. Aproximou-se e viu, com grande surpresa, escorrer pelo rosto do soldado, uma lágrima de verdade.

Márcia Villas-Bôas

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Ciclo da Evolução - Acordar


Nada está perdido. Tudo tem conserto. Facilmente poderemos, todos, sair do Vale dos Injustiçados. Esta é a minha denominação para o espaço que ocupam, ou aquele lugar onde vivem todas as vítimas do mundo. Os sofredores, os abandonados, os sem solução, os mal-amados, os coitados, os desprezados, as vítimas, aqueles para os quais nada dá certo. É mais fácil viver por ali. Mais cômodo esperar do que reagir. É melhor ser parasita e aguardar a ajuda dos outros; ser coitadinho. O vale é uma maravilha. Nada precisa ser feito lá, basta ser vadio...

Sempre existe uma solução. Até para o que não tem conserto. Quando não tem solução, solucionado está. Depois de uma bela noite de sono sempre despertamos para uma nova realidade, um novo dia. Em nossa vida é igual. Se quisermos mudar temos que iniciar uma nova jornada.
É só acordar...

Esta palavra, ACORDAR, é mágica no sentido da energia vital que precisamos para nos mantermos lúcidos em plena jornada evolutiva, numa encarnação.
Acordar significa dar cor: A # cor # dar.
Pense um pouco: ... Não é por acaso que ela tem sete letras. No Universo sempre existem relações que temos dificuldades para “ver” e mesmo interpretar. Os ciclos de uma vida acontecem a cada sete anos. Os anos estão relacionados aos sete principais chakras. Os chakras são os vórtices responsáveis pela energia que impulsiona a nossa vida.

Muitos sentimentos, aqueles que realmente nos proporcionam a felicidade, são difíceis de serem interpretados. Sabe por quê? Porque olhamos a vida com os olhos da matéria. Esta postura causa cegueira na interpretação das emoções, no correto entendimento da diferença entre o SER e o TER.
Acordar pode ser interpretado como eleger a cor que nos falta. Cada uma delas, das sete principais que compõem o arco íris, tem uma relação com um dos sete principais chakras.

ACORDAR

Isso quer dizer, literalmente: dê à sua vida a cor que te falta, neste dia, neste segundo, agora.
Este processo de acordar, de escolher a cor que te falta e usar em uma roupa, faz toda a diferença no seu dia a dia. Realinha o seu chakra... Qual? Aquele que mais estiver necessitando. Funciona como uma carga de energia numa pilha, mas em automático.

Como fazer?

Siga sua intuição. Ela sabe mais de você do que possas imaginar.
Você não se dá conta de que é efetivamente um grande centro de energia...
Irá vibrar energeticamente na freqüência que escolher... coitadinho, magoado, amargurado, odioso, ciumento, compreensivo, nobre, amoroso ou feliz.
Não, não fique surpreso, é nossa escolha sermos felizes. É só deixarmos de seguir conceitos que não nos servem. Não importa se são sociais, religiosos ou familiares. Só nós conseguimos entender o que é bom para nossa vida.
É preciso, portanto, acordar.

Saul Brandalise Jr.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

AS CHAMAS GÊMEAS


A Dimensão Espiritual do Amor e dos Relacionamentos
A busca do amor e do companheiro perfeito é realmente a busca pela unidade, existem três tipos de relacionamentos românticos que nos levam a esta unidade: chamas gêmeas, almas companheiras e relacionamentos cármicos. No princípio, as chamas gêmeas foram criadas juntas e compartilham um único destino. Criadas em um único ovóide ígneo, elas foram separadas em duas esferas do ser, uma na polaridade masculina e a outra na polaridade feminina, ambas com o mesmo padrão divino de identidade. Embora passem algumas encarnações juntas e outras separadas, a união delas é eterna, e depois que tenham se unido com o seu Eu Superior, elas estarão unidas eternamente. Mas isto não quer dizer que todas as suas vivências foram belas e mesmo realizadas no amor.

Uma alma companheira é diferente de uma chama gêmea. Considerando que cada um de nós possui apenas uma chama gêmea, podemos ter muitas almas companheiras. As almas companheiras, às vezes, compartilham um objetivo complementar na vida. Elas são amigas e companheiras que estão trabalhando freqüentemente para desenvolver as mesmas virtudes e desenvolver os mesmos chakras. Essas relações tendem a ser harmoniosas e satisfatórias, e tais almas podem realizar grandes coisas juntas.

Temos então o relacionamento cármico, neste caso as duas almas são unidas para o equilíbrio do carma mútuo. A união cármica pode ser a mais forte de todas, e começar com uma grande atração. E tal se dá porque a alma tem uma profunda ânsia de ser livre, e tem um conhecimento interno de que a unificação é a chave para a resolução pelo equilíbrio do carma, que freqüentemente, é severo, com a existência de violência, ódio, abandono ou até mesmo assassinato. De vez em quando, há um vazio, uma solidão que revela a insuficiência de uma relação fundada somente na atração pelo carma. Mesmo sendo freqüentemente difícil, estes relacionamentos são necessários para se alcançar o domínio no Caminho Espiritual. Todos experimentam os três tipos de relações no decorrer de suas vidas. A chave para a unidade em todos, é amar todas as almas.

Chamas gêmeas e almas companheiras

Há eras atrás, além dos confins do tempo e do espaço, você e sua chama gêmea estavam perante Alfa e Ômega, e Deus Pai e Deus Mãe, prometeram trazer para a Terra uma porção da criatividade Divina, trazer a energia do seu próprio Ser, no plano do Espírito, a sua Presença do EU SOU, para o mundo da forma para a ação, para a boa criação, e depois, voltar para o plano do Espírito, tendo dominado o tempo e o espaço.

Aprendendo a conseguir traduzir energia espiritual para o plano físico requer uma série de encarnações, nas polaridades masculinas e femininas. Desse modo, cada chama gêmea teve a oportunidade de refletir a totalidade do Deus Pai e Deus Mãe.
Se tivéssemos permanecido em harmonia constante, teríamos compartilhado a beleza da relação de amantes cósmicos ao longo de nossas muitas encarnações na Terra. Mas assim que perdemos a harmonia entre nós mesmos e com Deus — por desconfiança, por medo, ou por um senso de separação da nossa identidade divina, permitimos que a escuridão penetrasse em nossas vidas, criando mundos de energia negativa entre nós e nossa chama gêmea. Nós nos achamos mais distantes e mais separados até que passamos à “noite”, como navios perdidos, tragicamente inconscientes da existência de um e do outro.

À cada encarnação, apartados de nossa chama gêmea, foi vivida criando carma negativo ou equilibrando o carma de que se encontrava entre nós e nossa reunião com nossa chama gêmea. Por vezes, assumimos várias relações com nossa chama gêmea: como marido e mulher, como filho e mãe, como filha e pai ou como irmão e irmã, para extinguir as correntes negativas de energia que nós mesmos tínhamos tecido em nossos subconscientes, pelo mau uso do livre arbítrio. Freqüentemente, quando as pessoas aprendem que elas compartilham uma missão sem igual, com suas chamas gêmeas, começam a procurar fisicamente aquela alma especial, em vez de buscar a união interior. Esse é sempre um desvio no caminho para a libertação da alma.

Sub umbra alarum tuarum intineris in pat laudabilis divinitas...
Sissy

Profecia

Tempo virá que a vida na face da Terra será de tal forma diversa da atual, que muitos ainda não concebem de como serão essas mudanças. Então...

Profetizo:

Que haverá apenas a bondade entre os homens que a palavra maldade será usada quando se estudar as formas de vida das extintas civilizações.

Os homens não precisarão de tantos governantes pois se auto-governarão pelo uso das leis que já se encontram na consciência. Sabendo e usando as leis internas, não mais precisarão de prisões porque todos serão polícias e juízes de si próprios.

Que não haverá mais necessidade de familias , entenderão que a humanidade já é uma familia formada e que todos fazem parte da parentela Divina.

Que a escola não será um lugar restrito. Em toda parte haverá mestres gratuitos a ensinar crianças e jovens que serão filhos de todos.

Não se dicriminarão corpos físicos como sendo belos ou feios. Que os feios não precisarão perdoar os cegos da verdadeira beleza que é a interna. A beleza será fundamental não nos rostos, nem nos troncos ou membros inferiores; será obrigatória nas almas. Que se darão aos corpos físicos a mesma importância que se dá aos objetos de transportes. Não serão importantes as cores dos físicos e os níveis sociais.

Que as palavras serão ditas com economia e quando pronunciadas, nunca serão de forma que sirvam de armas a ferir os semelhantes. Qualquer alteração de voz ou qualquer intenção de prejudicar, humilhar ou destruir pela fala ou escrita será considerado crime grave.

Os egoístas, orgulhosos e vaidosos terão poucas chances de sobrevivência, pois a maioria terá tanta bondade e complacência com suas imperfeições que todos pro-curarão se corrigir.

Não haverá mais doenças assim que todos souberem disciplinar seus pensamentos, hábitos alimentares e, principalmente, quando abolirem os vícios.

Que o amor entre homens e mulheres não será confundido com sexo. Os seres farão amor com amor e sexo com sexo, saberão diferenciar e saberão que são as almas que se amam e não os corpos. Não haverá separações de casais porque todos estarão com os seus pares e se sentirão irmanados com toda humanidade.

Não haverá julgamentos porque todos se conscientizarão que são seres da mesma origem compostos de sombras e luzes. Saberão que julgar o outro é apontar falhas em si mesmo.

Os animais serão amparados, amados como seres irmãos e não se matará nenhum deles para comer, tirar-lhes a pele, ossos e órgãos. Que os crimes contra os animais terão pesos iguais aos crimes entre os homens.

OS VALORES MUDARÃO:


-O homem mais rico será aquele que mais doar.
-O mais belo, aquele que mais amar.
-O mais bem sucedido, o que conseguir o auto-domínio.
-O país mais evoluído será o mais pacífico .
-Não se chamará a morte de "hora do adeus" e sim, do "até breve".
-A mulher e o homem mais atraente será os que possuirem o corpo espiritual forjado nas virtudes.
-As religiões se extinguirão porque os homens já estarão formados na educação dos seus sentimentos.
-Profetizo que a humanidade emitirá tanta luz que o planeta ofuscará os demais na vastidão do infinito.
-Que o reinado do mal cederá lugar para o império do Bem porque a arma do Amor é invencível e será com ela que se fará a última Grande Guerra Mundial.

Profetizo o tempo que virá.
Mas, o futuro chegará mais rápido se todos começarem a ser hoje o homem do amanhã.

Miryã Kali/ MLucia

Mudanças nos Relacionamentos

Em algum lugar sobre o arco íris

http://www.lightworker.com/beacons/

A Terra hoje está evoluindo mais rápido do que qualquer um poderia ter imaginado. Vocês estão criando o Lar enquanto alcançam verdades mais elevadas que dão suporte às suas vibrações mais elevadas. Por causa das perguntas que vocês estão fazendo agora, vocês abriram a porta para uma realidade que só tinham sonhado até então. O novo Planeta Terra começou, e vocês têm um pé bem firme em cada um dos dois mundos.
Vocês têm se preocupado muito sobre onde vocês estão. “Eu ainda estou na terceira dimensão? Eu estou na quarta ou estou na quinta?” Ahhh. Nós amamos quando vocês se esforçam para designar atributos humanos para o nosso lado do véu. Os humanos são tão imaginativos. Alguns de vocês chegam a dizer que o nível dimensional real da Terra neste momento é de 4,4324.

Achamos isso uma característica maravilhosa em vocês. Embora nós lhes digamos que não há mensuração que possa abranger sua evolução coletiva, pode também ser útil saber que todos estes conceitos são verdadeiros de certo modo. Por favor, saibam antes de qualquer coisa que o ponto importante que não pode ser esquecido é que vocês estão evoluindo na velocidade do amor e que ela é substancialmente mais rápida do que a velocidade da luz.
Nós realmente precisamos lhes dizer que vocês abriram uma porta e estão agora caminhando firmemente para dentro da quinta dimensão enquanto humanidade como um todo. Vocês sentiram a resistência de alguns que não estavam prontos para seguir em frente. De qualquer jeito, vocês estão prontos para prosseguir mais uma vez. Uma das canções favoritas do Guardião (Steve) entitula-se Somewhere Over the Rainbow (Algum Lugar sobre o Arco-íris). Ficamos honrados em lhes dizer que vocês acabaram de dar os primeiros passos “sobre arco-íris”.

Sexo como uma Expressão da Dualidade

Vamos recapitular e lhes contar sua história, de modo que compreendam para onde estão indo. Aconteceu um processo interessante quando vocês começaram o jogo de Esconde-Esconde. O grande jogo da Livre Escolha começou em um campo de Consciência da Unidade, porque vocês eram um e também uma parte inseparável uns dos outros. O grande jogo de Esconde-Esconde começou quando vocês decidiram colocar um véu do esquecimento e caminhar pela segunda dimensão para chegar a um lugar estacionário na terceira dimensão.

Quando passaram pela segunda dimensão, vocês se separaram em partes de vocês mesmos e ganharam ilusões da dualidade. Nesse campo de polaridade ou dualidade, vocês encontraram coisas que rotularam como “certo ou errado”, “em cima ou embaixo”, “preto ou branco”, “esquerda ou direita”, “bom ou ruim”, “medo ou amor”. Vocês então escolheram aumentar ainda mais a ilusão da dualidade, dividindo-se ao se definirem em um único sexo para cada encarnação na forma física. Isto foi necessário para criar a completa ilusão da dualidade dentro do jogo. Também tem sido fonte de grande confusão para vocês enquanto estão evoluindo.

Efetivamente, vocês se dividiram na ilusão de serem dois: um masculino e um feminino. Isto leva à crença de que vocês são apenas metade de uma pessoa, não um ser inteiro, e fez com que vocês acreditassem que há um par exato para cada um de vocês esperando magicamente em algum lugar longe do alcance. Todo o conceito de “alma gêmea” e “cara-metade” baseia-se na ilusão da dualidade. Esta ilusão de separação foi importante para suas primeiras lições de vida.
Por favor, tenham em mente que, quando o grande jogo da Livre Escolha foi posto em andamento, vocês eram os únicos que determinavam o quão espesso o véu seria. Na realidade, foi um grande desejo de vocês entrar na forma física pensando que eram apenas meia pessoa.

Essa é uma das razões pelas quais rimos tanto e tão alto. A piada está em vocês, porque, como podem ver agora, suas criações foram mais bem sucedidas do que vocês imaginaram a princípio.
A ilusão da dualidade está agora diminuindo, e uma nova realidade está sendo contemplada. A trindade terá um significado mais profundo à medida que se moverem para a próxima fase de evolução.

Relacionamentos = Atração Harmônica

É por esta mesma razão que lhes dizemos que a chave para passarem confortavelmente para as vibrações mais elevadas do novo Planeta Terra é equilibrar o masculino e o feminino dentro de cada um de vocês. O conceito de energia “que precisa de complemento” não está do lado de fora, mas sim dentro de seu ser. Equilibrem o masculino e o feminino em seu interior, e então vocês vão atrair um relacionamento harmônico complementar para dentro de seu campo ou aprimorar o relacionamento que têm agora.

Pode ser útil saber que não é possível criar um relacionamento; só é possível atrair uma vibração harmônica para si. Quando vocês se tornam totalmente conscientes do padrão vibracional que estão emitindo, então vocês podem compreender facilmente o que chega até vocês em troca. O Universo só tem uma resposta para todas as perguntas: “E assim é.” Agora que vocês sabem a resposta, talvez possam procurar refazer a pergunta. Este processo é a atração harmônica e é a base de toda a criação. O primeiro passo da atração harmônica está se tornando agora uma parte importante de sua evolução a esta altura.

A Energia Cristal continua a entrar do Sol Central, fluindo pelo seu sol enquanto fornece a nova energia necessária para a evolução da humanidade. A Energia Cristal foi profetizada por muitos anos, e, embora o seu retorno tenha sido mal interpretado pelos teólogos, está, sem dúvida, bem em andamento.
Por favor, entendam que esta é a razão pela qual alguns em seu mundo estão vivenciando guerras, agressões, confusões e privações rigorosas nesta época. É a primeira reação ao se sentir a Energia Cristal. Enquanto a Energia Cristal se equilibra perfeitamente com as energias masculino-feminino, é sentida como uma ameaça para essa maioria sem equilíbrio no interior. Nós achamos muito interessante que haja tão poucos líderes do sexo feminino na Terra. Este é um exemplo perfeito do seu desequilíbrio coletivo nesta área, e podemos prometer-lhes que, à medida que sua vibração coletiva aumentar, isto também mudará.

Relacionamentos de Amor

Mesmo que cada um de vocês até certo ponto se sinta sozinho, vocês não estão. De fato, vocês são cada um uma parte integral uns dos outros. Portanto, será útil compreender que todos os relacionamentos são pessoais. Também pedimos que entendam que os relacionamentos de qualquer forma são, na realidade, um meio de alcançar o outro lado do véu e se conectar à Energia Universal que une todas as coisas. Esta Energia Universal é que é a fonte de toda a criação, e tudo que está ligado a ela aumenta a elevação da consciência de vocês.

Todas as experiências dos humanos são transmutadas novamente em Energia Universal, encontrando por fim seu caminho de volta à Consciência da Unidade como experiências de Deus na forma humana. São estas experiências que permitem a Deus ver a si próprio. Isto os leva de volta à velha pergunta: “Se uma árvore cai na floresta e ninguém ouve, ela realmente caiu?” A resposta é: “Não”, porque não estava conectada à Energia Universal através da experiência compartilhada. Portanto, uma experiência que não é compartilhada é uma experiência infundada no coletivo da Energia Universal. Esse é o verdadeiro propósito dos relacionamentos de todos os tipos. O ato de compartilhar experiências dentro de um relacionamento conecta as experiências à Consciência de Unidade, conectando-a à Energia Universal.

O relacionamento mais difícil de se manter e o mais eficaz neste processo é o relacionamento de amor, porque ele fundamenta todas as experiências em uma energia base de amor.
Numa observação mais pessoal, devido à infusão de Energia Cristal, muitos agora vivenciarão mudanças drásticas em seus relacionamentos pessoais. Mais uma vez, essas pessoas com desequilíbrios na energia masculino-feminino verão a primeira mudança e a mais acentuada delas. Enquanto evoluem, elevando seu nível vibracional enquanto indivíduos, vocês naturalmente perdem a tolerância que uma vez tiveram para desencontros vibracionais. A intolerância na área do desequilíbrio entre o masculino e o feminino atinge um nível crítico, e muitos relacionamentos sentirão este desgaste. Alguns sucumbirão a ele e se separarão. O Guardião costuma dizer: “Enquanto vocês evoluem, a sua tolerância para as bobagens vai embora.”

Comunicação: A Chave para Fazer os Relacionamentos Crescerem

Agora, mais do que nunca, há uma necessidade de trabalhar conscientemente o crescimento dos relacionamentos. Se vocês desejarem fazer com que o relacionamento passe para o próximo nível enquanto evoluem, ele precisará crescer. Isto pode ser feito com um esforço extra para usar a comunicação do coração, colocando-se primeiro em todas as coisas. A comunicação em todos os níveis se torna cada vez mais importante, já que este é o primeiro passo para equilibrar as energias do masculino e do feminino dentro de cada um de vocês. Trabalhem o aperfeiçoamento da comunicação por meio de palavras, de atos e da magia do toque. Façam isto antes que a comunicação se torne crítica em um relacionamento, e haverá menos desgaste quando o relacionamento começar a passar para o próximo nível.

Os humanos têm a estranha capacidade de se convencerem de que eles não precisam mudar, mesmo diante de grande sofrimento. Diferente de muitos outros jogos que existem ao longo de Tudo o que É, os humanos têm total livre arbítrio em cada etapa de suas experiências como espíritos em um jogo na forma humana. Por causa desta relação com a livre escolha, vocês quase sempre se sentem confortáveis em não fazer qualquer mudança. Na verdade, mesmo diante de um grande sofrimento, vocês aparentemente podem se convencer de que mudar é pior do que a dor em si. É quando vocês milagrosamente se acostumam à dor, ao sofrimento.

Vocês são uma raça interessante de seres! Por favor, saibam que esta estranha capacidade de se acostumar à dor não será mais tão fácil como era antes, devido à diminuição da tolerância. Vocês estão em um estado extraordinário de evolução, e seu eu superior merece muito mais do que muitos de vocês têm dado a ele. Agora é o momento de amarem a si mesmos e permitirem que sua luz brilhe, mesmo que isto signifique confrontação ou mudança drástica. Na realidade, vocês merecem ser felizes.

Luz Atraente

Saibam que, para alguns de vocês que escolhem não mudar, o aumento da vibração que estão vivenciando emitirá um chamado para um encontro harmônico mesmo sem seu conhecimento ou sua intenção. Para simplificar, a sua luz fica mais forte e vocês se tornam mais atraentes para os que estão ao seu redor. Mesmo que possa não ser sua intenção, será muito comum atrair inesperadamente alguém que representa uma vibração harmônica. Nesta situação, pode ser muito desgastante se seu compromisso com outra pessoa impedir que o relacionamento aconteça ou contaminar um ou outro relacionamento ou ambos com a mais inútil das emoções humanas: a culpa.

Em vez disso, pedimos que vocês se preparem para a sua evolução agora, sabendo que esta é uma forte possibilidade. Liberem o conformismo com a dor e saibam que, quando permanecem em um relacionamento que não acrescenta mais nada a vocês, ele só serve para obscurecer intencionalmente a sua luz e diminuir a sua vibração. Isto causa mais danos do que podem imaginar a todos aqueles que estão à sua volta. As crianças pelas quais vocês desejam sacrificar sua própria felicidade recebem uma impressão destorcida do que realmente é um relacionamento. Elas podem estar fadadas então a repetir o mesmo direcionamento errôneo de energia diversas vezes até que elas aprendam a passar por cima deste estigma de energia.

Se vocês as amam, por favor, poupem-nas dessas experiências dolorosas e dêem-nas permissão para encontrar a felicidade, buscando destemidamente para vocês mesmos a felicidade. Se vocês estão em um relacionamento que não lhes serve mais, comprometam-se em mudá-lo para o próximo nível ou liberem-no com amor e ousem seguir em frente.

Atraindo Novos Relacionamentos

Para aqueles de vocês que vivenciaram dificuldades para atrair relacionamentos harmônicos no passado, estamos em um tempo em que estes padrões podem mudar com facilidade. Por favor, saibam que ninguém precisa de um relacionamento para ser inteiro. Na verdade, se vocês estão trabalhando com esta suposição, vocês estão destinados a um relacionamento “dependente” desde o início. Acreditando nisto, vocês só podem atrair alguém que precisa depender de vocês ou que vocês dependam dele. Entretanto, se vocês estão buscando compartilhar sua vida com alguém que possa caminhar lado a lado com vocês e compartilhar uma experiência de amor, isto pode ser tão lindo que não dá para descrever. Se esta é sua escolha, por favor, comecem com vocês mesmos, verificando a vibração que estão emitindo para o universo, em vez de procurar alguém com este atributo ou aquela qualidade. No lugar de procurar vibrações que entrem em seu campo, primeiro examinem e mudem as vibrações que emanam de vocês.

De novo, um esforço consciente para equilibrar sua própria energia masculino-feminino estabelecerá o estágio para uma mudança em sua experiência do coração. Sejam valentes e superiores, e não escondam sua luz de ninguém. Ousem deixar que todos os vejam nesta época, e sintam sua força maior, permitindo-se estarem completamente vulneráveis. Sua verdadeira força nestes relacionamentos de vibrações mais elevadas vem de sua capacidade de estar vulnerável. Permitir que alguém veja completamente o seu interior é o maior presente que um humano pode dar a outro. Façam isto sem reserva, sabendo que de fato não há mais segredos, e suas fraquezas constatadas rapidamente se tornarão suas maiores forças. Sua beleza real brilhará para que todos a vejam, e um relacionamento harmônico se alinhará magicamente.

Sexo nas Vibrações mais Elevadas

Há muita coisa acontecendo enquanto a evolução começa, porque a quinta dimensão contém atributos diferentes daqueles aos quais vocês se acostumaram. Grande parte do que verão nos dias que se seguem é uma mistura de energias. Mesmo as energias sexuais se misturarão mais do que antes, porque há muito aqui que não é compreendido. A magia do toque é uma expressão do amor divino somente disponível na forma finita como o corpo humano. Com todo o amor do Paraíso, nem mesmo o maior dos anjos pode tocar os outros do modo com que vocês podem. Utilizem isto como uma expressão divina de amor e comunicação, para fortalecer seus relacionamentos. Os desafios com o sexo vieram, na maior parte das vezes, do seu uso como um dispositivo de controle. Usem-no como uma expressão de amor incondicional e vocês descobrirão o que de mais elevado virá em troca.

Enquanto vocês caminham “sobre o arco-íris”, muitos de seus paradigmas mudarão em relação à expressão sexual. Nós falaremos de alguns desses agora, porque eles são importantes para a compreensão de vocês. Nos dias que estão por vir, vocês irão ver mais a combinação da energia do masculino e do feminino em todas as áreas. Isto significa que haverá mais compreensão das necessidades e dos desejos de cada um. Nesta condição, a experiência sexual elevada será mais comum, uma vez que desta forma um nível mais profundo de comunicação é possível. Serão tempos de mudança nos relacionamentos; quando suas mentes não puderem mais falar, seus corpos terão a capacidade de se comunicar de um modo belo.

Nos dias que se seguem, vocês verão um aumento nos relacionamentos com pessoas do mesmo sexo e com múltiplos parceiros. Vocês verão mais expressão de amor incondicional nos relacionamentos com compromisso e nos relacionamentos abertos, que serão verdadeiramente abertos e não apenas que evitam compromisso. Eventualmente, haverá menos medo destas belas expressões de amor, quando a verdadeira beleza de todos os relacionamentos se tornar mais compreendida e almejada.

Por favor, entendam que a expressão sexual não é necessária para uma vida bem sucedida neste jogo. É uma ferramenta finita para ajudar a re-lembrar as vibrações do Lar enquanto na forma física. Durante as experiências de expressão sexual, vocês se elevam para o nível vibratório em que nós vivemos o tempo inteiro. Embora não seja uma necessidade, pedimos que vocês não descartem esta ferramenta eficaz sem considerá-la. As experiências que vão do amor-próprio à expressão sexual própria podem ser utilizadas como uma ferramenta de criação que vocês ainda não descobriram integralmente. Alguns de vocês acreditam que vocês alcançarão um estado elevado em que o sexo não fará mais parte de sua experiência. Por favor, saibam que, enquanto estiverem na forma finita, vocês terão esta ferramenta disponível para re-lembrarem do Lar e de quem vocês realmente são.

Sobre o Arco-íris

Enquanto caminham “sobre o arco-íris”, existem coisas mágicas que vocês estão prestes a vivenciar e descobrir. Vocês cometerão erros? Claro que sim. Vocês aprenderão com eles? É claro! Joguem com eles agora, queridos, porque vocês estão em uma nova realidade dimensional, e enquanto começam a atravessar o arco-íris, é imperativo que assumam seu poder e criem sua própria realidade.

Meus queridos, a estrada não tem sido fácil. Vocês não eram capazes de ver quem são, e ainda assim trabalharam tão diligentemente, tendo apenas aquela pequena centelha de alguma coisa bem no fundo chamando por vocês, guiando vocês para Casa. Vocês sentiram o puxão de Casa, sentiram a tristeza profunda, sentiram o fato de que tinham se separado do seu verdadeiro Lar e que não eram capazes de encontrar o caminho de volta. Saibam que vocês estão exatamente à beira de prosseguir sobre o arco-íris e que não estarão voltando para Casa; vocês estarão criando o Lar onde estão agora. Bem-vindos ao Lar, queridos. Bem-vindos ao Lar. Bem-vindos ao Lar. Estendam a mão e toquem uns aos outros com o toque de um anjo, e ousem fazer a diferença em sua realidade, começando primeiro com sua própria felicidade nos relacionamentos. Segurem bem alto a sua luz, e não haverá mais sombras no Planeta Terra.

Vocês deram os primeiros passos sobre o arco-íris. Agora, vocês verão que os sonhos realmente se tornam realidade. É com grande amor que pedimos que se tratem com respeito, orientem-se uns aos outros e joguem bem juntos.

Espavo

Entre o Ego e a Alma

Enquanto pensamos que a morte é o que mais separa as pessoas, o EGO, desde sempre, vem fazendo esse "serviço" muito mais do que ela.
Não há nada que vença o EGO em termos de separações.

E como é que ele age?

- No casamento e nas relações amorosas:
em nome da "incompatibilidade de gênios", homens e mulheres se separam, sem darem chance à flexibilidade que faria com que ambos - de comum acordo - cedessem um pouco.
Não! Para o EGO não tem acordo quando se trata de ceder.
Seria "rebaixar-se"! Ele só entende assim.

- Nas amizades:
uma atitude ou palavra mal colocadas são, muitas vezes, suficientes para que amigos se separem, deixando cair no esquecimento as tantas coisas boas que fizeram brotar uma tão valiosa amizade.
Não! O EGO não admite erros nem pedidos de perdão.
Seria abrir mão da punição! Ele só entende assim.

- Nas famílias:
tantos pais, irmãos e filhos se separam, só pela necessidade de impor suas vontades, de ver "quem manda aqui", quem ganha a condição de dono da última palavra.
Na maioria dos casos, numa reunião familiar, e com um pouco de humildade todos saberiam até onde ir e quando parar.
Não! O EGO quer deter o poder sobre tudo e sobre todos.
Limites seriam um caso de obediência! Ele só entende assim.

- Nas carreiras:
pessoas escolhem seguir a mesma carreira ou carreiras diferentes, e muitas dessas pessoas gastam a melhor parte da sua vida competindo, vigiando, farejando os passos das outras, dada a precisão de ser "a melhor".
A consciência de que "o sol nasceu para todos" faria isso parar.
Não! O EGO quer ganhar sempre, custe o que custar.
Aceitar vitórias alheias seria fracassar! Ele só entende assim.

Em toda situação conflitiva que determina separações o EGO se faz presente e sempre quer ganhar.

É nos carros, em brincadeiras desnecessárias;
é no trabalho, em críticas contra colegas;
é nas escolas, em exibições de notas;
é nas guerras, onde ganhar é questão de vida ou morte;
é na vizinhança, em encrencas vulgares, e assim por diante... infinitamente...

Pense em algo similar, não citado aqui, e você notará que nele também está a ditadura do EGO.
Basta que o caso lembrado seja capaz de separar pessoas.

Não! - Não é a morte o que mais promove essas apartações.
É o EGO, o filho predilecto do orgulho!

Sua ALMA e seu EGO ocupam o mesmo "castelo".
Deixe que sua ALMA seja a rainha vitalícia do lugar!
Ela é aquela parte sua que deseja Paz e Reconciliações.

O EGO é o mal dentro de você.
Dê-lhe um "cala-boca" bem dado.

Assim - e só assim - a Vida lhe abrirá as portas da verdadeira e perene Felicidade.

Sílvia Schmidt

Arriscar...

Na vida se faz necessário enfrentar as dificuldades impostas pelo caminho tortuoso do dia-a-dia para que possamos nos fortalecer. Devemos superar sempre nossos limites para poder progredir e crescer e somente quando enfrentamos nossos problemas é que atingimos a maturidade emociaonal para lidar com as adversidades.

Durante nossa jornada somos colocados frente a decisões arriscadas e a perigos incalculáveis e somente nesses momentos é que descobrimos nossa verdadeira coragem e determinação. A decisão de arriscarmos em determinados instantes e momentos da nossa vida, é algo que deve ser calculado, porém, a voz da razão deve estar em equilíbrio com nosso coração para que nossas decisões sejam fruto do nosso desejo e não somente algo mecânico de acordo com a vontade alheia.

Os seres humanos somente se desenvolvem e descobrem sua verdadeira vocação e sua disposição para a vida quando possuem uma boa dose de risco em suas atitudes. A simples atitude de estender a mão a alguém ou dar um sorriso já expõe você ao risco de se envolver com alguém positivamente ou de ter uma grande decepção. Expor seus sentimentos às pessoas é arriscar-se mostrando seu “eu” verdadeiro e consequentemente deixando à mostra suas virtudes e também suas fragilidades. O fato de você deixar seu coração transbordar de amor e paixão por outra pessoa é correr o risco de não ser amado e sofrer uma dor aparentemente desnecessária. Mas você acredita que alguém que não amou e não sofreu soube o que era a verdadeira felicidade?

Quando você deixa seu coração transbordar de felicidade e sorri de forma verdadeira e ingênua ou mostra suas decepções e sua tristeza através da revolta, está correndo o risco de parecer louco e desequilibrado. Seu choro de decepção e sofrimento mostra o risco que você corre de parecer sentimental e fraco. Mas você acredita que seus sentimentos devem ser calados e silenciados em função da opinião alheia?

Também muitas vezes, profissionalmente, acabamos nos calando e abdicando de oportunidades com receio de arriscarmos e sermos considerados diferentes dos demais que estão mergulhados na inércia e na calmaria da solidão existencial. E você acredita que podemos vencer sendo igual a todo mundo? Será que não devemos arriscar em busca de nossas realizações?

Para que possamos viver e respirar temos que nos arriscar e esse risco é justamente de morrer... Acreditar em algo já é um risco de sofrer uma grande decepção... Tentar algo em nossa vida é correr o risco de falhar... E daí? Qual é o problema?

Se não tentarmos, arriscarmos, mudarmos, falharmos, sofrermos, aprendermos, chorarmos, sorrirmos... Então, nada seremos e nada vivemos...

Pois viver é mudar, mudar é sentir, sentir é amar e amar é sofrer. Sofrer é crescer e crescer é necessário. Quem não corre risco nada aprende e consequentemente nada será permanecendo acorrentado à ignorância e ao medo, pois quem arrisca está livre.

Affonso Celso Gonçalves Jr

terça-feira, 1 de julho de 2008

A Consciência no Universo e o Universo na consciência.

Somos o que pensamos e vivemos naquilo que pensamos.
Desejo um mundo de bons pensamentos: você tem a escolha!!


A partir da década de 1920, o mundo se deparou com descobertas no mínimo fantásticas acerca de que se constitui o mundo. O conceito que mais implica mudanças em nossa percepção da realidade é o conceito de que a mente interfere na realidade física. Experimentos cada vez mais comprovam a conexão mente-matéria e demonstram a influência de nossos pensamentos na realidade que experimentamos e no ambiente ao nosso redor. Assim, aqueles pensamentos que circulam em nosso inconsciente, a grande maioria recheada de condicionamentos e "pré-conceitos" daquilo que achamos ser a realidade, são os que nos governam e atraem experiências em nosso dia-a-dia.

Cada vez mais, os cientistas encaram o mundo quântico como composto de idéias, conceitos, qualidades, informações e não de qualquer partícula material que possa ser medida ou pesada. A estrutura do Universo contém uma quantidade ilimitada de informação e o ser humano é uma manifestação dessa energia. Matéria, energia e informação são três formas de apresentação da mesma coisa. Para além desse mundo quântico abstrato, o mundo das supercordas da Teoria-M, a matéria-prima é a mesma da mente humana e, por isso mesmo, totalmente influenciável por esta. É o mundo maravilhoso, multidimensional e mágico das múltiplas e infinitas possibilidades mentais (o mundo de maya), no qual se escolhe uma realidade para experimentar, mas quase sempre inconscientemente.

Nos tornamos tudo aquilo em que pensamos constantemente, diariamente e persistentemente, mesmo que inconscientemente. A mente humana é um grande atrator, para usar a nomenclatura usada pela matemática da complexidade, que atrai, como um grande imã, aquilo em que foca sua atenção. Olhe à sua volta e perceba o que lhe rodeia: suas posses materiais, intelectuais e espirituais, sua família, seu cônjuge, seu trabalho, etc.. Existe alguma coisa que não tenha sido um dia desejada mentalmente, sonhada ou imaginada. O real começa no mental. E quanto mais forte desejamos, mais realisticamente imaginamos e mais vividamente sonhamos, mais rápido se materializa: "o seu desejo é uma ordem!".

Tudo o que pensamos sempre vem carregado de sensações, sentimentos e emoções. Na realidade o que nós sentimos, isso nós atraímos. Esse é a principal função de nossas emoções: elas intensificam o nosso processo criativo mental. Desejos mentais mesclados com sentimentos integrativos, como alegria, compaixão, amor, etc., atraem criações que integram, e vice-versa, e esse processo criativo é diretamente proporcional ao poder de focalização mental, ou concentração.
Em todos os experimentos quânticos que investigam a interferência da mente do Observador (aquele que interfere mentalmente no experimento) constata-se que para se obter um efeito consistente necessita-se de uma profunda concentração no objetivo a ser alcançado, embora qualquer ação mental interfira, de alguma forma, no experimento. É por isso que não conseguimos fazer nenhuma mudança consistente em nossa vida: não temos clareza em nossos propósitos nem foco mental para materializá-los. Pior ainda, todo o nosso tempo de utilização consciente do poder mental é dispensada naquilo que não queremos, despertando sentimentos e emoções desintegradoras que só atraem mais desintegração e aquilo que não desejamos.

Como conseguir mudanças se inundamos nossa mente com violência, medo, raiva, negativismo? A mídia é pródiga na divulgação desses aspectos da vida cotidiana, afinal "dá IBOPE!". Ante a infinindade de possibilidades que, potencialmente, podem surgir em nossa mente, escolhemos a pior parte delas para preencher-nos e nos surpreendemos, sem motivo para isso, com o que surge em nossa vida. Evoluir espiritualmente é criar conscientemente nossas experiências, de uma forma integradora para si mesmo e para o que nos rodeia, trazer à consciência nossos padrões destrutivos de pensamento (conscientes e inconscientes) que criam a nossa realidade e agradecer antecipadamente por tudo o que possamos desejar, imaginar e sonhar, afinal sua materialização é somente questão de tempo.

Desejo que, nos anos que venham, nossos pensamentos possam co-criar e reintegrar o nosso planeta e a nós mesmos, trazendo-nos abundância, felicidade e a experiência do divino dentro de nós e ao nosso redor, afinal tudo é manifestação do amor divino. Que possamos encarar nosso mundo interno como mais real que o mundo externo, pois é para isso que a ciência atual está apontando, concordando com todas as tradições espirituais do planeta.

Tempos de Natal são tempos de manifestação do arquétipo do Amor cujo Ícone é o Cristo. Ter plena consciência do Amor manifestado em tudo e em todos é realizar em si mesmo as palavras de São Paulo: "não mais eu, mas Cristo vive em mim" Gl 2:20. Que o Cristo possa renascer em nossos corações, já que o matamos todos os dias com nossos pensamentos, atos e omissões. Que o Cristo possa nos permear e que o nosso Ser possa se manifestar. Que tenhamos Vida e Vida em abundância.
Tempos de Ano-novo são tempos de propostas de mudança. Que possamos ser os

Observadores de nossa vida e do Universo, para que possamos inundar de luz nosso inconsciente para perceber nossos hábitos e condicionamentos. Mas não apenas perceber, mas nos propor mudanças reais e não máscaras reais, buscas reais e não buscas ilusórias, metas corretas e não alvos errados, discernimento e não condicionamento, ação e não omissão, AMOR e não o medo.

CRoberto
© 2008 Órion. Todos os direitos reservados
http://www.orion.med.br

Postagens Recentes