Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Compaixão por si mesmo.

Toda cura emocional inicia-se pela compaixão de si mesmo. Sem isso nada funciona. Somos assolados por conceitos, dogmas, regras que só trazem dor e julgamento. Já viemos “enguiçados” de fábrica e estamos aqui para um “recall” constante. Deus, na verdade, já nos perdoou, antes mesmos de nascermos. Quem não perdoou fomos nós mesmos.

Durante a vida caímos na cilada da busca do amor, da aprovação e do sucesso, dependendo do sistema e dos valores de inclusão onde se vive. Esquecemos que somos espíritos momentaneamente encarnados, não o contrário. Somos deuses se manifestando num corpo, por um determinado tempo, para crescer, experenciar, aprender. Culpa, autoflagelo, autocomiseração não servem pra nada, apenas para tirar você do foco. Somos uma coletânea de tentativas, acertos e erros, não pra fora e sim pra dentro. Deve-se sempre se perguntar se aquela escolha foi boa pra você e se não foi, ter a tranquilidade de refazer ou descartar. Julgar-se como alguém que errou ou que acertou é sentar-se no banco dos réus de um tribunal que está nas mesmas condições que você. Ninguém no planeta Terra tem esse direito. Julgar o outro tira-nos a chance suprema de integrar os nossos cantinhos obscuros que só vemos através de provocações externas, pois ninguém tem olhos virados para dentro. Situações, pessoas, estão constantemente nos revelando quem somos e como estamos naquele momento. Quanto mais acolhemos todas as nossas partes, mais inteiros ficamos e saímos da dualidade. O planeta está condicionado a esse holograma dual que é o bom x mal e tentamos escolher o lado bom para sermos amados, aprovados e termos sucesso. Mais não somos totalmente bons como também não somos totalmente maus. Essa busca do modelo ideal para inclusão social nos afasta de nossa verdadeira missão que é se autoconhecer e melhorar o nosso “jeitão de ser”. Não para aprovação externa, mas para uma convivência agradável conosco. Os sistemas políticos, sociais, econômicos e religiosos vigentes não nos ensinam a nos amar, nos aprovar e olhar pra dentro com a certeza que desenvolveremos o nosso talento natural, assim obtendo sucesso no que nos envolvermos.

Por conta dessa incessante busca de amor, aprovação e sucesso, esquecemos de nós e começamos a nos deixar levar pelo o que o outro acha. Esbarramos numa outra contradição, pois sendo os seres humanos únicos, individualmente falando, ninguém tem que achar nada. A única coisa que nos faz iguais é a nossa essência divina e o amor e para amarmos qualquer pessoa, temos que descobrir esse sentimento primeiro dirigido para dentro. Nos acolher, nos amar, ter compaixão pelas nossas dificuldades e limitações e transgressões é iniciar a verdadeira cura para um mundo melhor. Observe se você está levantando uma bandeira contra alguma coisa no mundo e perceba que primeiro você tem que curar isso dentro de você. Um exercício que eu acho ótimo para acelerar o processo de autoconhecimento e integração é imaginar estar numa ilha onde você não conhece ninguém, portanto não há papéis a desempenhar. Imagine também que não há regras e nem leis para convívio social. As pessoas que vivem ali estão convivendo com a natureza e sobrevivem com os recursos dela. A partir desse cenário, comece se perguntando o que gosta em você. Suas características mais atraentes externas e internas. Se escrever facilita, faça-o. Depois passe para o que você não aprecia em você e quer mudar. Quando identificar essa parte, não se julgue. Apenas reconheça que essas características são suas e que você naquele momento as acolhe e integra para uma mudança saudável. Agora o mais difícil. Localize dentro de você aquilo que você sabe que pode ser contra o seu crescimento, mas que você ainda não se convenceu que quer mudar. Pode ser desde coisas leves até as mais graves, no seu entender. Acolha do mesmo jeito, dizendo para si mesmo que apesar de você ainda não se desprender daquilo, você se aceita e se acolhe. No final, a sensação será de PAZ.

Se todos fizerem isso ao invés de apontar o dedo acusatório para fora, aí teremos uma real mudança de vida nesse lindo planeta azul. Lembrem-se “a Verdade liberta e o Amor transmuta”

Vera Ghimel

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Gente

Não tem ninguém sozinho, não.
O que tem é gente bloqueada demais, que não vê o infinito..
Porque só olha para o próprio umbigo.
É gente-pedra!
A natureza do espírito é a liberdade.
Por isso, mesmo ligado ao corpo, ele quer voar...
Mas, o que tem de gente com paúra disso, é uma enormidade.
É gente que se enraíza fortemente no corpo físico.
E o seu adubo é o medo.
É gente-planta!
Na Terra, apesar dos homens se considerarem a espécie mais avançada, há animais que parecem mais inteligentes do que muita gente.
E tem gente mais braba do que muitas bestas da mata.
Tem até gente que nem foi mordida por algum cachorro raivoso, mas que parece
ter uma hidrofobia daquelas... Rosnam, mordem e pulam na jugular de quem lhes contraria em alguma coisa.
Também tem aqueles que dão mais patadas do que burro chucro.
É gente-animal (ou melhor, gente-fera!)
Na Terra também tem gente interessante, que tenta fazer o melhor possível.
É gente com defeitos e qualidades, sempre tentando crescer...
Gente que, entre trancos e barrancos, não desiste de lutar.
Gente simples, que ora ao papai do Céu...
Gente como a gente.
É gente-gente!
E, além da Terra, também tem gente...
Gente que viaja pelo universo e vê a assinatura do Papai do Céu em cada astro.
Gente com nave, gente com forma diferente, ou igual, gente sem forma alguma
- só com a mente -, e gente comcorpo de luz... Tudo primo da gente.
É gente-estrela!
E, acima de todos os seres, o Papai do Céu, Origem de toda gente... Mineral,
vegetal, animal, hominal, angelical, estelar, tudo centelha vital d’Ele.
E como dizem os mestres espirituais, tudo é Ele!

P.S.:
Para finalizarmos esses escritos, deixamos para os leitores uma pitadinha
daquela verve extrafísica que alegra a gente:

“Nós, da Companhia do Amor, somos gente-espírito...
Porque o Amor fez a gente ser assim.
Fez a gente crescer...
E nos tornou gente-coração.
É isso. Está dado o recado, para toda gente...”
(Pedimos ao Papai do Céu que ilumine a todos os leitores, para que eles sejam gente-legal!)

Vamos nessa!

- Companhia do Amor* -

A Turma dos Poetas em Flor.

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Curitiba, 14 de novembro de

2011.)

- Nota:

* A Companhia do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados.
Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são
nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.
Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.
Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros
"Companhia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2" - Edição
independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): www.ippb.org.br.

Obs.: Enquanto eu digitava essas linhas, sei lá porque, lembrei-me de um texto antigo, queescrevi no ano de 1999. Então, posto o mesmo logo abaixo.

O CAMINHO DA EXPERIÊNCIA

- Por Wagner Borges -

Há um caminho que não pode serensinado a ninguém: o caminho da experiência!
Ele é feito de vivências práticas no cotidiano da vida.
Cada um tem seu rumo, sua escolha e suas consequências.
A ascenção evolutiva do ser é realizada através de sucessivas vidas, dentro e fora da carne, em vários contextos de aprendizado.
Logo, cada um deve realizar em si mesmo o desenvolvimento de pensamentos claros, o equilíbrio emocional e o domínio das próprias bioenergias.
Ninguém pode realizar esse desenvolvimento no lugar de outro ser.
É valor evolutivo.
É testemunho pessoal.
É iniciação contínua.
É trabalho a ser feito.
É a ampliação da consciência.
É o “vir a ser” de cada um.
Na caminhada evolutiva, váriosseres avançados podem ensinar valores
conscienciais sadios à grande massa humana que tateia desnorteada pelas provas da existência terrestre.
Porém, se os mestres espirituais podem indicar bons princípios, nem mesmo eles podem tirar do Ser em evolução a oportunidade do aprendizado e o mérito da vivência.
Nenhum mestre, guru ou instrutor espiritual pode viver por alguém.
Eles podem até sacrificar a própria vida por alguém, mas não podem dar aquilo que só a experiência pode dar: A MATURIDADE DA VIVÊNCIA!

domingo, 20 de novembro de 2011

Início

Onde você estiver, é sempre o início.
É por isso que a vida é tão bela, tão jovem, tão virgem.
Quando você começar a pensar que algo está completo, começará a ficar morto.
A perfeição é morta; assim, os perfeccionistas são suicidas.
Desejar ser perfeito é uma maneira indireta de cometer suicídio.
Nada jamais é perfeito, não pode ser, porque a vida é eterna.
Nada jamais se conclui; não existe conclusão na vida —
apenas pontos cada vez mais elevados.
Quando você atinge um ponto culminante, um outro está desafiando-o, chamando-o, convidando-o.
Assim, lembre-se sempre de que onde você estiver é sempre um início.
Então você sempre permanece uma criança, você permanece virgem.
E essa é toda a arte da vida: permanecer virgem, permanecer novo e jovem, não corrompido pela vida, não corrompido pelo passado, não corrompido pela poeira que normalmente se junta nas estradas da jornada.
Lembre-se: cada momento abre uma nova porta.
Isso é muito ilógico, porque sempre pensamos que, se houver um começo, deverá haver um fim.
Mas nada pode ser feito.
A vida é ilógica: ela tem um começo, mas não tem um fim.
Nada que está realmente vivo jamais termina, mas segue continuamente em frente.

-Osho-

Chama Divina

Ao olhar para tudo o que acontece no Universo que conhecemos,
você perceberá que nada acontece por acaso.
Nada é jogado ao vento, nem se move sem razão.
Estrelas, satélites, planetas, marés, ventos e direções,
seguem um plano ordenado, e podem ser acompanhados por equipamentos.

Se em tudo, existe um motivo, uma rota, um destino,
porque seria diferente com o ser humano?

Somos exatamente aquilo que vamos criando,
com nossas experiências, com nossos estudos, desejos...

Quando nos entregamos aos desejos da carne,
sentimos que tudo fica tão "sem graça", tudo passa tão rápido.
Ao contrário, quando nos entregamos aos desejos da alma,
a contemplação da vida, das pessoas e de nós mesmos,
descobrimos um mundo totalmente novo
que vai revelando coisas novas a cada instante.

Alma querida,
só você pode mudar o que não está de acordo com o seu desejo.
Só você pode virar esta ou aquela rua, comer esta ou aquela refeição,
fumar este cigarro que mata,
beber esta bebida que tira os sentidos,
usar a droga que finge libertar,
enquanto aprisiona cada vez mais a sua alma.

Alma querida,
só você pode escolher onde seus passos vão te levar.
Por isso, pense...reflita...analise os prós e os contras,
afinal de conta, quem vai receber os frutos daquilo que você plantar,
é a pessoa mais importante na sua vida: você mesmo.

Alma querida,
sorria para a vida que se expressa de mil formas,
e em todas elas, a que mais se destaca, o amor Universal,
te abraça agora em forma de brisa, de chuva miúda,
de frio da tarde, ou do calor do Sol que a todos ilumina,
sem distinção, sem se importar com nenhuma qualidade que julgámos importante.

Não se julgue.
Não se compare.
Não se exalte.

Tudo é luz, inclusive você, chama divina que tudo pode.

Paulo Roberto Gaefke

Conspiração Espiritual

Na superfície da terra exatamente agora há guerra e violência e tudo parece obscuro.
Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está acontecendo
e certas pessoas estão sendo chamadas por uma luz mais elevada.
Uma revolução silenciosa está se instalando de dentro para fora.
De baixo para cima.
É uma operação global.
Uma conspiração espiritual.
Há células dessa operação em cada nação do planeta.
Vocês não vão nos assistir na TV.
Nem ler sobre nós nos jornais.
Nem ouvir nossas palavras nos rádios.
Não buscamos a glória
Não usamos uniformes
Nós chegamos em diversas formas e tamanhos diferentes
Temos costumes e cores diferentes
A maioria trabalha anonimamente
Silenciosamente trabalhamos fora de cena
Em cada cultura do mundo
Nas grandes e pequenas cidades, em suas montanhas e vales,
Nas fazendas, vilas, tribos e ilhas remotas
Você talvez cruze conosco nas ruas
E nem perceba…
Seguimos disfarçados
Ficamos atrás da cena
E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado,
e sim, que se realize o trabalho
De vez enquanto nos encontramos pelas ruas
Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos nosso caminho
Durante o dia muitos se disfarçam em seus empregos normais
Mas à noite, por atrás de nossas aparências,
o verdadeiro trabalho se inicia
Alguns nos chamam do Exército da Consciência
Lentamente estamos construindo um novo mundo
Com o poder de nossos corações e mentes
Seguimos com alegria e compaixão
Nossas ordens nos chegam
da Inteligência Espiritual e Central
Estamos jogando bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas- abraços –
musicas- fotos- filmes- palavras carinhosas- meditações e preces- danças- ativismo
social- sites- blogs- atos de bondade…
Expressamos- nos de uma forma única e pessoal
Com nossos talentos e dons
Sendo a mudança que queremos ver no mundo
Essa é a força que move nossos corações
Sabemos que essa é a única forma
de conseguir realizar a transformação
Sabemos que no silêncio e humildade
temos o poder de todos os oceanos juntos
Nosso trabalho é lento e meticuloso
Como na formação das montanhas
O amor será a religião do século 21
Sem pré-requisitos de grau de educação
Sem requisitar um conhecimento excepcional para sua compreensão
Porque nasce da inteligência do coração
Escondida pela eternidade
no pulso evolucionário de todo ser humano
Seja a mudança que quer ver acontecer no mundo
Ninguém pode fazer esse trabalho por você
Nós estamos recrutando
Talvez você se junte a nós
Ou talvez já tenha se unido
Todos são bem bem-vindos
A porta está aberta.

Autor desconhecido

A Fé

A Fé é um elemento vibratório inerente às vossas células, e há de ser despertado e dinamizado em vosso mundo tridimensional. Pertence a um nível de sutilização maior que esse em que agora vos encontrais, e é ela que permite que a transmutação celular ocorra.

A Fé é um elemento luminoso sutil, projeção de energias suprafísicas, e que promove a ligação entre a vibração material e a imaterial. Isso é importante para a transmutação de centros inferiores e dos componentes cerebrais, que estão tendo suas energias elevadas nos indivíduos resgatáveis. As células do cérebro devem despertar em si a Fé, pois apenas assim poderão captar e transmitir às demais – através da rede nervosa física e sutil – o espírito e a força da transcedência.

Nos momentos de prova e naqueles em vossos corpos são atacados por forças retrógradas, esse elemento luminescente é a base de sustentação para que as células não sejam dominadas por elas, para que se mantenham coligadas com o nível superior e se elevem através da aspiração.

O resgate dos corpos não é possível se a Fé não está presente, pelo menos em certa proporção.

A Fé é a ponte que liga as margens do Grande Rio. É a chave que vos leva ao reino que vos espera. Aquietai-vos. Abri-vos à Fé, pura e simplesmente, e deixai-vos permear por ela.

Não deveis esperar que vossos irmãos acordem para as realidades que a vós estão sendo mostradas. Haveis de considerar que esta humanidade passou por uma queda e é apenas uma parte dela que agora se regenera e será resgatada. Além disso, as células cerebrais de muitos resgatáveis estão embotadas pela densidade material de seus pensamentos e desejos, e reagem mecanicamente aos impulsos que recebem do meio ambiente, aceitando-os.

Não vos esqueçais de que a mentira, a falsidade e o engano premeditado são insuflados no homem pelas forças degenerativas. Aqueles de vós que compactuam com essas ações estão ingressando no caminho da desintegração.

Extraído do livro “Hora do Resgate” - Trigueirinho

Postagens Recentes