Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Na Sala de Espera da Vida

Para muitas pessoas, a vida parece uma infinita sala de espera.
Esperam pelo conhecimento desejado, pelo(a) parceiro(a) imaginado, esperam pelo trabalho adequado, pelo momento propício, pela situação afortunada e, acima de tudo, esperam que caia do infinito todas as joias que elas acreditam serem merecedoras, mas, quando se dão conta, o constante tic-tac do relógio já as levou por uma longa caminhada em suas existências. Então, resignadas e moribundas, apenas vegetam pelo resto de suas vidas, pois acreditam que já não existe mais tempo para transformarem em realidade aquilo que elas desejam ou, frequentemente, culpam as forças divinas, ou familiares, ou sociais por não propiciarem aquilo que elas almejam, mas que, desafortunadamente, elas nunca tiveram a volição de alocar todos os seus esforços para conseguirem. Na sala de espera da vida se encontram muitíssimos cegos existenciais quem não conseguem ver nem os dons que o nascimento lhes brindou, nem as possibilidades que a vida inevitavelmente lhes brinda. Ou seja, quem muito espera não se esmera e, no final, se desespera.


Cargnin dos Santos, Tadany

Nenhum comentário:

Postagens Recentes