Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Tudo o que eu realmente preciso saber, aprendi no jardim da infância


Este texto é um resumo da dissertação de mestrado do Dr. Robert Fulghum, transformada em livro que se tornou um best-seller nos Estados unidos.

“... Tudo o que eu preciso saber sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não estava no topo da montanha da escola graduada, mas lá no monte de areia do jardim de infância. Estas são as coisas que eu aprendi:

Compartilhar todas as coisas.

Jogar Limpo.

Não bater nas pessoas.

Colocar as coisas de volta onde você as encontrou.

Arrumar a sua própria bagunça.

Não pegar as coisas que não são suas.

Pedir desculpas quando você magoar alguém.

Lavar as suas mãos antes de comer.

Dar descarga.

Biscoitos quentes e leite gelado são bons para você viver uma vida balanceada.

Aprenda algo, pense em algo, desenhe, pinte, cante, dance, brinque e trabalhe a cada dia.

Tire uma soneca todas as tardes.

Quando você sair por este mundo, cuidado com o trânsito, segure as mãos, e permaneçam juntos.

Tenha cuidado com as coisas maravilhosas.

Se você pudesse reler os livros de sua infância, com certeza tudo que você precisa saber estaria lá em algum lugar. A regra de ouro, o amor e as medidas básicas de saúde. Ecologia, política, igualdade e vida sã.

Pegue um desses itens e o extrapole em sofisticados termos adultos e aplique-o à sua vida familiar ou ao seu trabalho, ao seu governo, ao seu mundo e ele se tornará verdadeiro, claro e firme. Pense que mundo melhor ele poderia ser, se todos nós, o mundo inteiro, tomássemos leite com biscoitos por volta das três horas a cada tarde e nos deitássemos com nossas próprias roupas de cama para uma soneca. Ou se todos os governos tivessem como política básica sempre colocar as coisas de volta onde eles as encontraram e arrumassem as usas próprias bagunças.

E ainda é verdade, não interessa qual a sua idade, quando você sair pelo mundo o melhor é dar as mãos e permanecer juntos...”

Nenhum comentário:

Postagens Recentes