Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Gratidão x Reclamação


Quantas vezes nos pegamos reclamando de tudo o que aconteceu conosco até o momento? Quantas vezes nos sentimos injustiçados pelo o que a vida nos fez e também pelo que não nos fez ou deu? Não que não estejamos cobertos de razão de indignarmos e nos sentirmos preteridos pela vida ou pelas pessoas, mas é que o mecanismo de funcionamento dela é outro.
Quanto mais reclamamos, mais focalizamos e emprestamos a nossa atenção para as coisas ruins. Com o nosso foco naquilo que reclamamos, criamos vida e fortalecemos o que não queremos. O resultado disso é a continuação do que não gostamos. Com os Senhores do Karma aprendi mais claramente que tudo o que queremos que mude temos que focalizar e curar, não perpetuar a sua existência em nós. É como se tirássemos uma roupa que não mais usássemos do nosso armário, olhássemos, colocássemos defeito e depois devolvêssemos ao armário. Não adiantou nada! Eles me orientaram durante o processo da Cura Kármica que ao focalizarmos um relacionamento, uma situação, um padrão de comportamento ou uma doença que não mais queremos, imediatamente estamos assumindo a nossa responsabilidade sobre a existência dos mesmos. Isso basta para que possamos liberar essas coisas em nossa vida.
É como passar em revista tudo aquilo que não mais queremos que fique nos acompanhando e possamos abrir espaço para novas oportunidades, relacionamentos, situações e bem-estar. Somos como um armário que precisamos, de vez em quando, abrir gavetas, mexer em lembranças, olhar atentamente o que queremos que volte ao armário e o que não.

Reclamar é se eximir da co-participação do que não gostamos. É tentar culpar pessoas, situações e ao próprio DEUS de sua má sorte! Não existe má sorte! Existe má escolha. O que escolhemos resulta em algo que pode ser adequado ou não a nós. E é nessa hora que temos que parar de reclamar e agradecer os mecanismos que a vida possui para nos sinalizar que estamos indo na direção do abismo. Agradecer é focalizar as mudanças e dar vida a elas, mesmo as que ainda estão por nos encontrar.
Para que possamos ter novas portas se abrindo e novas perspectivas surgindo em nossas vidas, precisamos antes fazer uma faxina nos hábitos e escolhas que não nos trouxeram bons resultados. É admitir que isso nos pertence mesmo que não seja lá muito confortável de se encarar. Eu acabei fazendo uma lista imensa de padrões de comportamento que nos obstruem e que dá medo!
Não sabia que era tão extensa e já comecei a pedir a cura de todas essas influencias e enviarei aos que fizeram o processo para aproveitarem a faxina. Vou aplicar em meus trabalhos de Cura Kármica. Libertar-se é antes de tudo admitir! Então pare de reclamar e comece a agradecer as escolhas que deram bons resultados e as que você quer que lhe aconteçam ainda!

por Vera Ghimel
http://www.veraghimel.com.br

Nenhum comentário:

Postagens Recentes