Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

segunda-feira, 2 de maio de 2011

De acordo com Seth...


Muitos de vocês, por exemplo, continuam buscando por algum eu interior espiritual aparentemente remoto, no qual possam acreditar e do qual buscam ajuda e apoio, mas enquanto isso vocês desacreditam do eu familiar com o qual vocês têm íntimo contato. Vocês estabelecem divisões entre os eus que são desnecessárias.
Alguns correspondentes escrevem dizendo: “Eu percebo que sou muito egoísta.”

Existem muitas escolas para o avanço espiritual que lhes ensinam a se “livrarem da desorganização de seus impulsos e desejos”, empurrando de lado um eu que vocês são em busca de uma versão idealizada maior. Primeiro, o eu que você é, está sempre mudando e nunca é estático. Há um eu interior em termos dessas definições, mas esse eu interior, que é a fonte de seu ser presente, fala através de seus impulsos. Seus impulsos fornecem um ímpeto espiritual e biológico inato interior em direção ao seu desenvolvimento mais ideal. Você tem que acreditar no eu que você é. Agora.

Seth/Jane Roberts, da sessão 75
Tradução: Luciene Lima, São Paulo, SP, Brasil

Nenhum comentário:

Postagens Recentes