Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

domingo, 18 de janeiro de 2015

O mistério da vocação

É preciso que cada ser aja no mundo como se tivesse consciência de ter sido escolhido para uma tarefa que é o único que pode cumprir.

A partir do momento em que ele a descobre e começa a consagrar-se a ela, lhe parece que Deus está com ele e vela por ele.

Está pleno de confiança e alegria, perde o sentimento de estar abandonado e é libertado de toda dúvida e angústia, esta unido à obra da criação.

Todos os seus pecados são perdoados. Ele não tem mais passado e renasce a cada manhã.

Vive no encantamento, fraco e pecador como é, de ter sido convocado a uma ação que o ultrapassa e para a qual ele recebe sempre novas forças e experimenta sempre um novo cuidado.

Tal é o mistério da vocação que produz no indivíduo, a partir do momento em que ele a percebe uma emoção incomparável: aquela de não estar mais perdido no universo, mas de ocupar nele um lugar de eleição, de ser sustentado por ele e de sustentá-lo e de descobrir sempre um acordo entre suas próprias necessidades e o socorro que ele não pára de receber, entre o que ele deseja ou o que ele espera e a revelação que lhe é feita.

Louis Lavelle

Nenhum comentário:

Postagens Recentes