Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

sábado, 21 de julho de 2007

Vende-se “Manual de Conduta no Amor”!


Vende-se “Manual de Conduta no Amor”!
Rosana Braga

Você compraria? Acha mesmo que é possível alguém criar um manual onde estejam relacionados os comportamentos ideais para se ter numa relação?
Sei que todos nós gostaríamos de obter respostas e um conhecimento ao menos básico para saber como agir em alguns momentos tão delicados de nossas vidas, mas existe uma enorme diferença entre buscar sabedoria (tanto a interior quanto aquela que podemos adquirir com outras pessoas) e acreditar que existe um manual pronto.
Não existe, felizmente. Cada um de nós tem as condições necessárias para fazermos nossas próprias escolhas. Precisamos apenas nos empenhar para conhecermos nossas ferramentas e aprender a usá-las cada vez mais corretamente e coerentemente.
No entanto, ainda tem muita gente agarrada a crenças limitantes, a verdades parciais e a conceitos medíocres. Eu mesma me pego, algumas vezes, presa a idéias extremamente cerceadoras. E me dei conta disso, inspirando-me inclusive para este artigo, quando fiz uma afirmação durante minha sessão de terapia, convicta de que estava enxergando a situação de forma muito clara e, de repente, minha terapeuta retrucou: “Rosana, onde é que está escrito isso? Quem disse que tem de ser assim e de que esta é a única possibilidade?!?”
É isso: quem disse? Onde está escrito? E mesmo que alguém tenha dito ou que esteja escrito em algum lugar, será mesmo que só existe um caminho, uma resposta, um modo de interpretar o que foi dito ou escrito? Certamente não!
Somos uma infinidade riquíssima de caminhos, respostas e interpretações e é isso que nos possibilita a evolução, em todos os sentidos!
Por isso, no momento em que você achar que só existe um jeito de sentir, fazer ou viver, pare e se pergunte: quem disse que só pode ser desta maneira?!? E tente encontrar um comportamento mais seu, mais harmonioso com o que você realmente acredita e quer para a sua vida.
Foi traído? Quem disse que não há perdão?!? Ou onde está escrito que você é obrigado a aceitar e continuar como se nada tivesse acontecido?!? O outro não ligou? Quem disse que você não pode ligar? Ou onde está escrito que é sempre ele quem deve tomar a iniciativa?!? A relação acabou? Quem disse que você não pode tentar reconquistar a pessoa amada?!? Ou onde está escrito que você não pode sofrer por alguém que não quer mais ficar com você?
Gente, não existe Manual de Conduta no Amor. Sendo assim, trate de refletir, buscar suas próprias respostas, entrar em contato com seu coração e parar de engolir regras, aceitar paradigmas, imitar comportamentos que não são seus.
Assuma-se e veja no que dá.
Pode ser que dê errado, mas pode ser que dê certo. Se der certo, ótimo; e se der errado, aprenda, cresça, tente de outro jeito, lembre-se de que os erros fazem parte absoluta do acerto final. Não existe sucesso, conquista ou mérito sem que tenha havido enganos, equívocos, quedas e fracassos.
Parece-me que a maior angústia dos tempos atuais é essa idéia absurda de que temos de fazer tudo certo, acertar sempre, saber a resposta para todos os problemas e estar sempre bem, feliz, sorrindo. É uma cobrança insana, improdutiva, que só nos traz ansiedade, conflitos e uma necessidade imensa de criar uma máscara de super-herói.
Precisamos urgentemente de aceitar mais nossa humanidade, imperfeição e condição de aprendizes. Precisamos não transformar as derrotas e perdas em condenações e culpas que se arrastam indefinidamente.
Consciência e responsabilidade, sim! Mas condutas engessadas, que não condizem com nossos sentimentos, nunca! Prejudicarmos os outros ou passar por cima dos sentimentos alheios para satisfazer os nossos, jamais! Mas permitirmo-nos mais e demonstrarmos mais nossas fragilidades, sempre que assim nos sentirmos!
Porque toda vez que a gente se coloca numa relação ou diante de alguém com o coração aberto e transparente, algo se transforma no mundo... e para muito melhor, com toda a certeza!

Nenhum comentário:

Postagens Recentes