Além do horizonte, existem outros mundos a serem descobertos.
Lá, folhas não caem, elas flutuam.
Lá, o meio de transporte são pássaros que vem até você e com o suspiro de seu amor, neste mundo todos andam de mãos dadas lá é aonde a harmonia toma conta da natureza de todas as espécies viventes.
Lá, não colhemos flores, mas as flores colhem a gente.
Chegou o tempo de despertar e acreditar que esta vida vale apena ser vivida.
-Rhenan Carvalho-

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sobre o Ego e sobre a Alma

Uma das coisas que me tem saltado aos olhos é a percepção de como o ego sempre influencia -e muito- a maioria das situações que se apresentam em nossas vidas criando desarmonia na maioria das vezes. E o que seria a influência do ego ao invés da escolha da alma para conduzir as situações? Como podemos identificar a presença de um e de outro? Enumerei algumas características do ego e fiz o mesmo com as da alma para que possamos entender um pouco sobre estas duas partes de nosso ser, de forma a ficarmos conscientes sobre como ambos atuam. Ao final, vocês podem escolher entre utilizar um ou o outro e verificarem vocês mesmos os seus efeitos em suas vidas, lembrando sempre que o objetivo da alma não é negar ou fazer desaparecer a personalidade ou ego, mas iluminá-lo e torná-lo um instrumento a serviço da própria alma em sua jornada.

EGO X ALMA

1) O ponto de vista do EGO é sempre EGO-ÍSTA. O ego só pensa nele próprio, ele não leva em consideração o ponto de vista do outro, mas o exclui, pois somente ele é quem importa. A ALMA é sempre ALTRUÍSTA, sendo assim, sempre leva os motivos do outro em consideração; a alma jamais irá prejudicar uma pessoa ou querer levar vantagem sobre ela, mas ajudá-la na sua evolução sempre que possível. Altruísmo também é a possibilidade de agir de forma desinteressada, algo impossível para o ego, pois suas atitudes visam sempre um interesse. Generosidade é um atributo da alma.

2) O EGO é COMPETITIVO. Ele quer ser sempre o melhor: O mais bonito, o mais inteligente, o mais amado, o mais elogiado, o mais importante, mais bem-sucedido... Ninguém pode estar acima do ego, somente abaixo, e é dessa forma que ele vê os outros. Já a ALMA é INCLUSIVA por natureza, e se ela busca o melhor para si mesma, não é por isso que deixará de desejar o mesmo para o outro. A felicidade da alma é ver o seu semelhante bem da mesma forma que ela.

3) O EGO é passível de MÁS INTENÇÕES. Ele não hesitará em desbancar aquele que considera seu rival em potencial; poderá ser capaz das armações as mais vis para alcançar seu objetivo de derrotá-lo, e o sentimento que poderá mover o ego nestes momentos é a inveja, a cobiça, o ciúme, dentre outros. A ALMA é PURA em suas INTENÇÕES. Apesar de passível de erros, ela não age de forma a racionalizar e premeditar uma maldade, por isso as intenções da alma são sempre positivas e livres de segundas intenções. Honestidade é uma característica própria da alma.

4) O EGO é RANCOROSO. A ALMA sempre PERDOA. Como não permite ser contrariado, se isso acontece, o ego pode sentir-se ofendido e rancoroso em relação a quem lhe causou a ofensa, guardando-a, remoendo-a e até mesmo vingando-se do seu "algoz". A Alma jamais guarda rancor. Apesar de poder sentir-se desrespeitada e magoada, a alma sempre perdoará o ofensor já que tem uma enorme capacidade de compreensão dos motivos do outro e das suas limitações.

5) O EGO é passível de MENTIRA. A ALMA é uma BUSCADORA da VERDADE por excelência, por isso sempre usará da franqueza e da sinceridade em todas as suas relações. O ego não vacilará ao enganar para negar sua responsabilidade perante os fatos ou levar vantagens sobre os objetos de seus desejos.

6) O EGO é CORRUPTÍVEL. A palavra ética é dissonante quando o ego encontra uma forma de realizar suas ambições, geralmente ligadas a poder, sexo e dinheiro; como ele somente quer satisfação de seus próprios desejos, fará de tudo para que eles sejam realizados, ainda que de uma forma um tanto ao quanto imprópria. A ALMA é INCORRUPTÍVEL. Ela também tem vontade de evoluir, prosperar, ter sucesso em seus empreendimentos e ter relacionamentos satisfatórios e felizes, mas nunca irá passar por cima de seus valores e de sua ética para vê-los satisfeitos. Ela preferirá um momento mais oportuno quando sentir que as sementes não podem ser ainda plantadas ou os frutos colhidos. Ela esperará por uma melhor ocasião, e abrirá mão do que não condizer com seus princípios, pois preferirá colocar a cabeça em seu travesseiro e dormir um sono tranquilo em sua consciência.

7) A ALMA é CORAÇÃO. Ela sempre "pensará" com o coração. Conectada que é com seus sentimentos e valores, não deixará de utilizar este poderoso sensor para se direcionar nos caminhos da vida, para poder tomar as decisões mais cabíveis de forma a manter o seu próprio equilíbrio. O EGO evita usar o coração, geralmente ele usa a RAZÃO para tomar as suas atitudes; sendo assim, encontrará sempre um motivo razoável (e egoísta claro) para justificar as suas ações, ainda que prejudiquem alguém, além dele mesmo.

8) A ALMA age com CONSCIÊNCIA. A INTENCIONALIDADE de suas ações será sempre muito bem pesada, a AÇÃO será sempre RESPONSÁVEL medindo-se os prós e contras em relação ao que as suas ações podem acarretar, não somente para si, mas também para o seu semelhante. O EGO geralmente age de forma INCONSCIENTE, movido pelas suas próprias projeções que vê refletidas nos outros e pela força das ilusões.

9) Não é à toa que o EGO é muito mais SUSCETÍVEL AO SOFRIMENTO do que a alma, pois agindo de forma inconsciente, ele também cria carma que irá atingi-lo de forma inexorável, levando-o ao crescimento. A ALMA, uma vez ancorada, aprenderá a não mais sofrer, apesar de poder sentir DOR, porque AGE POSITIVAMENTE e porque as suas ESCOLHAS são DESAPEGADAS dos desejos do ego.

10) O EGO é JULGADOR. Como para ele é difícil ter consciência de suas imperfeições, ele se acha no direito de julgar as atitudes dos outros e acredita que seu julgamento está correto segundo seu estreito e limitado conhecimento dos fatos. A ALMA NUNCA JULGA. Ainda que possa ter seu próprio juízo a respeito dos fatos que lhes cercam, a alma não julga pois compreende que cada ser se determina pelo seu particular estado de consciência e não há como exigir correção de quem ainda não tem compreensão sobre si mesmo e de sua própria responsabilidade na vida. A ALMA também não se julga, mas se aceita e se perdoa da mesma forma que faz com seu semelhante; se ela erra, se auto-avaliará, e procurará não fazê-lo mais. O EGO sente-se culpado, pois da mesma forma que julga e condena os outros, faz isso a si mesmo.

Namastê!

por Daniele Alvim

Nenhum comentário:

Postagens Recentes